quarta-feira, novembro 15, 2006

Aínda o dilúvio...

Pontão do Fernambuque...
Faz lembrar a tragédia de Entre-os-Rios




Só tenho um cursosito de Op.Construção Civil e morei com os meus amigos estudante de eng. Civil 5 anos e daí também trouxe umas "luzitas", mas permitam-me que diga que os muros de suporte estavam mal feitos o pontão devia "morrer" mais longe. Obrigava claro, a um outro tipo de estrutura e fundações, que passaria por suspender o pontão em pilares para que se pudesse prolongar a ponte desta forma nos dias de maior caudal não aconteceria o que aqui aconteceu.
É claro que é muito mais fácil e económico (à primeira vista) dizer: "Ah e tal, fazemos aqui um pontãosito, assenta ali nas barreira e não se gasta muito dinheiro", pois é, agora está o resultado à vista, uma ponte e os muros destruídos pela água estrangulada e um monstro de alcatrão no fundo da "Dorna".
Só espero é que a culpa não morra solteira como o caso de Entre-os-Rios e se peçam responsabilidades a empreiteiros, engenheiros ou a quem de direito, porque senão, é mais uma para as cangalhas do Zé Povo, como diria o Asno.

7 comentários:

Zé Tó Calhondra disse...

cambada de trolhas é o que é...

Zé Tó Calhondra disse...

isto é claro sem querer desvirtuar a profissão de um verdadeiro trolha :)

Arquitecto disse...

Quem foi o projectista e construtor desta "Obra de Arte"??
Parece mais uma "linha de nivelamento de àguas", que um pontão.

made disse...

Agora e fazer um tunel

Joaquim até ver disse...

A construção do pontão dos Covões sem qualquer estudo Técnico e Hidraulico provocou já um rasto de destruição nos muros e propriedades adjacentes, quer a montante quer a jusante, e porque ergueram um obstáculo no meio da ribeira que a estrangulou.
Agora foi o pontão do Fernãobuque construído também à revelia de qualquer estudo Técnico.
E a ponte para o além da ponte pode "dormir" tranquila ? Temo que não pois não me lembro de a água alguma vez ter "beliscado" os muros que vão até à levada . E porquê ? Porque alguém decidiu guardar montes de entulho e pedregulhos imediatamente a montante desta, criando um obstáculo e modificação na velocidade da corrente que sabemos depende essencialmente do declive, forma e existência ou não de irregularidades do leito. Onde param os responsáveis ? Andarão já a mendigar os apoios para reconstruir o que fizeram mal ?

CARROÇA disse...

Os Romanos deixaram-nos um Património muito rico nesta matéria.Olhem em redor,é só fazer PLÁGIO.

Joaquim até ver disse...

Para que não haja confusões não esclarecidas no meu primeiro comentário, a responsabilidade é inteiramente das Autarquias Câmara e Junta Fregueia. A primeira porque autoriza ou fecha os olhos às asneiras que alguns cometem e no caso do caminho e pontão do Fernãobuque é a própria Cãmara a responsável directa pela situação.
O projecto do caminho e pontão foi mandado executar e pago por um dos muitos proprietários que dele beneficia e quanto sei o pontão tinha dois tabuleiros apoiados num pilar central e ficava a quota mais elevada. O que se passou também se adivinha . A Câmara não quis gastar um cêntimo mais para além do valor comparticipado pela Direcção Regional de Agricultura e pôs a concurso um pontão com um só vão que cobre apenas metade da largura do leito. Em vez de co-financiar cortou no material e características da obra. E a Junta de Freguesia que papel teve ? Assobiou para o lado pelos vistos. Estejam atentos que na próxima campanha para as Eleições Autárquicas a obra terá pelo menos dois donos. Câmara e Junta de Freguesia que vão inclui-la na propaganda como obra que fizeram. Descaramento não falta aos responsáveis.