Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, setembro 30, 2008

Ftigrafias antigas das minas


Ulhem que ftigrafias dsintchfalhadas qê num fui incuntrer nu jurnal parifano Inforpaulense!
É vardade, arre cum filha da puta! Ele há cada uma...!
Taimps ruins ó Asno! Agora andas mai fulguédo!

Saída da mina, ê e u Asno ó fim duma jorna pa mor de trazer um dnherit pa casa pa cumprar uma sardnhita e uma mantcheia d sal per via de itncher a salgadêra pa salguer uma bcadit de carne gorda pá cmer cuns fijõins cum coves. Sabiein baim mlhor cá agora!
Pó asno umas cangalhas novas pa mor de trazer mai carga!
Poooi atão!

E esta era a lavaria antigamaint! Inda num era cm´ágora...era mai ruím.

Os pobres e os Povos desarmados à condução da História, já!

2008 SETEMBRO 30

O Grande Capital sempre foi louco, intrinsecamente demente-demente, perverso, mentiroso e assassino. A Ordem Económico-Financeira Mundial por ele gerada só poderia acabar por ser uma (Des)Ordem Mundial à sua imagem e semelhança. Deveríamos saber isso, desde sempre. Por mim, não me tenho cansado de o lembrar. Sem grande sucesso. Ou mesmo sem nenhum sucesso. Porque, infelizmente, os que continuam aí a conduzir a História ainda não são os pobres e os povos desarmados como eu, mas os grandes ricos e os poderosos como Bush e como o papa de Roma. Juntamente com todos os seus assessores, qual deles o mais demente-demente. Por sinal, todos muito mais loucos, dementes-dementes, perversos e assassinos que o Grande Capital. Porque foram os grandes ricos e poderosos do mundo que pariram o Grande Capital. E ele, uma vez independente deles e dos povos do mundo, está hoje aí, finalmente, a fazer de todos nós, gato-sapato. Entre nós próprios, os seres humanos, e o Grande Capital , sempre temos corrido, na peugada dos grandes ricos e dos poderosos, a escolher o Grande Capital, em vez de nos escolhermos a nós próprios e ao Planeta. Deveríamos travá-los, aos grandes ricos e aos poderosos do mundo, e travar o Grande Capital, ter mão neles e nele. Infelizmente, corremos mais eles e, na nossa demência-demência, até os constituímos nossos guias, nossos chefes, nossos reis, os Executivos das nossas nações. Semelhante demência-demência humana só podia dar no que deu. E hoje, o Século XXI que poderia e deveria ser o século da plenitude do Humano, está a ser o da plenitude da demência-demência humana. Estamos todos - pessoas, povos e planeta - sob o jugo do Império do Grande Capital. Até hoje, não descansamos enquanto não criamos e alimentamos um Ídolo maior do que nós, o Grande Deus Dinheiro, em lugar de trabalharmos dia e noite para levarmos a nossa própria criação, como seres humanos, ao seu termo. Agora, o Ídolo ou Grande Deus Dinheiro que criámos tornou-se um Monstro, uma Besta indomável, e passou a mandar em nós. É a Descriação humana no seu pior. Estamos, por isso, de regresso ao Caos. Não, obviamente, ao Caos inicial, que esse ainda foi o do Começo da vida. Ao princípio, era o Caos, diz o texto bíblico, no seu primeiro livro, o do Génesis. O de hoje, obra da nossa demência-demência, é o Caos da Sucata, do Ferro-velho, da Desagregação, da Descriação, da Morte global. Jesus, o de Nazaré, o Humano por antonomásia, o Alfa e Ómega do Humano, bem advertiu os seus irmãos humanos, as mulheres e os homens do planeta, sobre o desviado rumo que estávamos a imprimir à História e que, se prosseguíssemos por ele, acabaríamos todos no Abismo. Disse-o com a solenidade dos grandes Momentos. Assim: "Atenção! Ninguém pode servir a dois Senhores com objectivos opostos entre si. Não podeis servir a Deus e ao Dinheiro". Riram-se dele, na altura, os saduceus, que já então gostavam muito de Dinheiro. Ainda hoje, se riem. E com os saduceus, riram-se também os sumos-sacerdotes do Templo de Jerusalém, o rei Herodes e, sobretudo, o imperador de Roma. Ainda hoje se riem. Trataram-no todos à uma como o louco dos loucos. Ainda hoje, tratam. E, quando ele se atreveu a dar um passo mais e lhes disse, olhos nos olhos, que os loucos eram eles, por isso, cegos e guias cegos, eles não suportaram tanta Verdade desarmada e correram a matá-lo na Cruz do seu Império, para que nunca mais ninguém se atrevesse a repetir semelhante Verdade, aos ouvidos deles, pura blasfémia. Ainda hoje fazem o mesmo. Mas eis que, vinte séculos depois, os factos estão aí bem à vista. Só que os cegos e guias cegos do planeta continuam a não querer ver. E, perante o Caos global da Sucata e da Morte a que conduziu a sua demência-demência humana, insistem demencialmente nela. Em vez de decapitarem o Grande Capital, correm, na demência das demências, a fornecer-lhe milhares e milhares de milhões de dólares e de euros. São tão cegos, que ainda não viram que o Grande Capital o que pretende não é apenas nem sobretudo mais capital. Também o quer, é verdade, e cada vez mais concentrado, cada vez mais acumulado em poucas mãos. Mas o que o Grande Capital mais quer são as pessoas e os povos, são os seres humanos. Até reduzir tudo a Sucata, a Morte. O Grande Capital odeia a vida humana, os afectos, a ternura, o carinho, a paz, o prazer, o beijo, o abraço, a mesa-partilhada, o ar puro, a beleza, a poesia, a cultura, a arte, a graça e a verdade, numa palavra, a Política feita de Práticas maiêuticas ou libertadoras. Jesus, o de Nazaré, a Luz do Mundo, percebeu como ninguém que o Grande Capital é o inimigo número um dos Seres Humanos e dos Povos. Os Seres Humanos e os Povos ainda não perceberam. Nem querem perceber. E, por isso, estes nossos dias são de demência-demência humana. E poderão levar à Demência Global. Se assim for, acabaremos todos numa guerra global, cósmica como nunca houve desde o início, com bomba atómica e nuclear e tudo. Ou mudamos de rumo e de líderes, ou corremos a alta velocidade para o Caos da Sucata, da Morte. Ou decapitamos já o Grande Capital e temos mão nos seus Executivos mundiais dementes-dementes, ou acabamos juntamente com eles no Grande Abismo. O século XXI - volto a dizê-lo aqui com a solenidade dos grandes Momentos - será jesuânico, ou não será. A escolha é nossa. Cada dia que passa sem escolhermos e escolhermos bem, torna-se muito mais difícil evitar o Caos da Sucata, da Morte. Apressemo-nos a escolher bem e a decidir bem. Distrairmo-nos nestes dias com os futebóis dos Milhões e com o vomitado discurso do sucesso do nosso pinóquio primeiro-ministro, chega a ser obsceno. Decapitemos o Grande Capital. Mudemos de rumo. Cooperemos activamente com Deus-Vivo-e-Criador, mais íntimo a nós do que nós próprios, para levarmos à plenitude a Criação dos seres humanos que o Grande Capital tem sistematicamente impedido. Os pobres e os Povos desarmados à condução da História, já! É Hora!

segunda-feira, setembro 29, 2008

O piquenique da educação

o piquenique

Encontrei isto nos meus passeios pela blogosfera encontrei isto no blog “mg8 the queen

E aí anda a excursão atrás do Sr. Sócrates, a distribuir os "Magalhães", pelas escolas públicas, e o resto???
Querem saber de uma situação caricata (que acredito que não seja a única neste país). No Magoito existe uma escola primária, onde juntaram os alunos de duas outras de localidades perto, por dizerem que não tinham alunos suficientes, e agora não existem nesta, salas suficientes para albergar todos os alunos.
Foi falado em reuniões que seriam necessárias mais 2 salas de aula. Resposta a quem de direito: - Não existem verbas suficientes!!! Mas adivinhem, a mesma entidade, vai renovar um parque de merendas e piqueniques no Magoito. Obra, orçada em 923.688,41€
Resultado, como as crianças não podem ficar amontoadas, tipo aviários, vão ser os pais dos alunos, que se vão juntar e construir as ditas salas... Dá vontade de rir ou não dá??....


Haverá mais alguma coisa a dizer sobre as prioridades e as politicas de desta gente?

KAOS

domingo, setembro 28, 2008

Discriminação de mulheres no jardim à beira mar plantado. Um país de corruptos, que se diz desenvolvido: Portugal


A descriminação salarial a que continuam sujeitas as mulheres em Portugal,pelo facto de serem mulheres, é uma fonte acrescida da exploração e de sobre
lucros para as entidades patronais. Neste estudo, utilizando apenas dados oficiais dos quadros de pessoal das empresas divulgados pelo próprio governo
(Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social) estimo que os lucros das entidades patronais resultantes só da discriminação a que contiuam a
sujeitar as trabalhadoras, pelo facto de serem mulheres, deverão atingir em 2008 cerca de 6.068 milhões de euros.

Chamo a atenção para o caso paradigmático do sector corticeiro, onde domina o grupo Amorim do homem mais rico de Portugal (fortuna de 3.106 milhões de
euros), onde 5.000 mulheres, pelo facto de serem mulheres, são enquadradas no grupo XVI da tabela salarial e ganham apenas 544,5 euros e os homens a
fazerem o mesmo são enquandrados no grupo XIV e ganham 642,16 euros. Repito, e isto apesar de fazerem o mesmo (elas são laminadoras, e eles
laminadores).

Esta diferença no salário das mulheres de menos 97,66 euros/mês dá aos patrões do sector corticeiro um lucro extra de 6,8 milhões de euros ao ano
resultante da discriminação a que continuam a sujeitar as mulheres.

Face à denuncia e à pressão dos sindicatos os patrões do sector corticeiro reconheceram a discriminação que praticam mas exigem uma prazo
de 8 anos para a eliminar pois só aceitam que o salário das mulheres seja aumentado 12,5 euros/ano para igualizar os salários das mulheres e dos
homens.

E isto apesar da situação existente e da proposta dos patrões violar o artº 28 do Código do Trabalho e o artº 59 da Cosntituição da República.

Apesar desta situação ser conhecida pelo governo, pois a proposta foi entregue no Ministério do Trabalho, este nada faz para acabar imediatamente
como essa discriminação flagrante como exige a lei e a Constituição da República.

Espero que este este estudo possa ser útil.

Eugénio Rosa - Economista

Ver estudo aqui

sexta-feira, setembro 26, 2008

Á conversa com Padre Mário

KAOS

2008 SETEMBRO 26

A reitoria do santuário de Fátima mudou de mãos. Saiu o Padre Luciano Guerra, entrou o Pe. Virgílio Antunes, da mesma Diocese de Leiria-Fátima. A cerimónia da passagem do testemunho da vergonha e da mentira decorreu ontem na nova basílica, a tal que custou 80 milhões de euros. Lá dentro, houve a missa da praxe, e, dali, a cerimónia passou para a assim chamada "capelinha das aparições", onde o novo reitor empossado fez uma declaração-consagração absolutamente patética e teologicamente delirante, endereçada à imagem da deusa que ali é adorada por uns cinco milhões de pessoas cada ano, quase sempre as mesmas, as quais, enquanto não se libertarem dos medos e dos traumas que carregam desde a infância e até já herdaram nos seus genes, e não conseguirem que lhes saia o euromilhões, nunca desistirão de continuar a correr para lá, numa macabra romaria com tudo de auto-flagelação pública. Houvesse um pingo de vergonha e de dignidade humana nas palavras e nos actos dos eclesiásticos fatimistas, a começar, obviamente, no Bispo da Diocese, e o novo reitor seria, ali mesmo, destituído de funções. As coisas que disse, em forma de oração endereçada àquela imagem com tanto de branco como de cruel, é de bradar aos céus e à terra. Foi uma oração com todos os ingredientes das orações que os sacerdotes dos primitivos cultos do Paganismo religioso endereçavam às suas deusas e aos seus deuses de mentira e de opressão. Foi uma consagração típica de um clérigo a quem proibiram os afectos e roubaram a liberdade de casar e de ter filhos, capaz, por isso, de fazer chorar as pedras, tão teologicamente beata, insensata e delirante ela foi. A presidir a toda esta encenação que ajuda a esconder tudo o que em Fátima há de "sujo" e de "indigno", de perverso e de demoníaco, esteve o Bispo titular da diocese, acompanhado de mais três bispos eméritos e cerca de uma centena de sacerdotes. As restantes centenas de pessoas presentes foram as habituais nestes actos irracionais, as multidões fatimodependentes que nunca dispensam pitada do que ali se passar, pois são multidões que sentem uma patológica atracção por tudo o que é sofrimento, dor, depressão, tristeza, luto, doença, humilhação, cheiro a cera queimada, mau gosto, rezas mecanizadas. Incapazes de se assumirem como pessoas humanas, livres e protagonistas da História, realizam-se assim com este tipo de manifestações, as mais absurdas e as mais aberrantes e deprimentes. Ao que sempre dizem como numa cassete gravada, estas manifestações deixam-lhes uma sensação de bem-estar, de paz, de consolo, de repouso. Mas são o bem-estar, a paz, o consolo e o repouso que sempre sentem todos os deprimidos quando topam e entram em espaços e universos como o de Fátima, encharcados de ópio religioso por todos os lados, sem um centímetro quadrado de lucidez e de bom senso, de dignidade humana e de sapiência, aquela que resulta da Verdade que nos faz livres e da Liberdade que nos faz mulheres e homens como Jesus, cheios de Espírito Santo, por isso, cheios de ternura e de afecto criadores e libertadores que, ao contrário das fatimodependentes, vivem(os) para libertar e curar as multidões que continuam aí possessas deste tipo de "demónios" e de outros ainda muito mais agressivos e violentos que se fazem passar por "Ordem Mundial". Sabemos bem que é por aqui, por esta via da lucidez e da dignidade humanas, que vão as pessoas que vivem a mesma Fé de Jesus. Nunca serão muitas, porque é manifestamente um viver histórico de alto risco, onde se pode perder a vida e sempre ou quase sempre se perde o bom nome. As maiorias preferem a Fé religiosa, ópio do povo, pura alienação, idolatria, alimentadora de deprimidos. Fátima e a imagem da sua deusa é por aí que navegam e, por isso, são multidões as que correm para lá. Nunca a Igreja que se reclama de Jesus poderá estar com "aquilo", mas, como se vê, continua lá enterrada até aos ossos. É o cúmulo da traição a Jesus, à sua via, ao seu Espírito. E à Humanidade. Podem juntar-se lá os bispos todos de todo o mundo, os cardeais e até o papa de Roma. Nem assim a Mentira passa a ser Verdade. Continuará a ser Mentira. Quem sai a perder é a Humanidade, são os Povos da Terra, é a própria Igreja católica. Parece que a Igreja católica ganha, porque tem com ela multidões, mas sai sempre a perder. Estrondosamente. Porque aquelas que lá vão, são multidões que fogem da Fé de Jesus, porque esta, ao contrário da fé religiosa que as adormece e anestesia, "puxa" por elas para que elas deixem de ser como ovelhas sem pastor e passem a ser pessoas humanas com Espírito, pessoas com dignidade, pessoas livres e autogestionárias, outros Jesus, hoje e aqui. E isso essas multidões fatimistas não querem. Preferem as deusas e os deuses da sua alienação, gemer e chorar a vida inteira, assumir a vida como um dramático e trágico destino, um castigo, um penar, um sofrer sem fim. A dignidade humana, a liberdade, a sapiência, a lucidez, a alegria, a plenitude de vida custam muito, nomeadamente, neste século XXI totalmente dominado pelo Império do Dinheiro e pela Demência-demência, onde tudo se compra e se vende, até as pessoas. Este, por isso, é o tempo maior da Idolatria. E em tempos assim, nem os intelectuais resistem e passam-se (quase) todos para o bando do Império do Dinheiro e da Demência-demência, a troco de sucessivos pratos de lentilhas. O Pe. Luciano Guerra, se quisesse ver as coisas do direito e não do avesso, do lado da Verdade e não da Mentira, teria muito para nos revelar num livro de Memórias que deveria escrever, depois destes 35 anos como reitor do santuário maior da Mentira e do Crime. Diriam, se ele tivesse semelhante audácia, que estava louco e senil. Infelizmente - oxalá eu me engane! - nunca ele será capaz de tamanha dignidade. Morrerá, por isso, na Mentira que ajudou a alimentar todos estes anos de reitor. Poderá, inclusive, vir a ser beatificado e até canonizado um dia, porque os mentirosos reconhecem-se e encobrem-se uns aos outros. Para seu mal. E para sua vergonha. Porque só a Verdade, como diz Jesus, o do Evangelho de João, nos faz livres e dignos, ainda que oficialmente humilhados e amaldiçoados pelos profissionais da Mentira e da Idolatria que estão nos lugares-chave das instituições religiosas e dos Executivos das nações. O Pe. Virgílio Antunes que lhe sucede receberá as mesmas "instruções", ficará de posse do mesmo "segredo". Será, certamente - oxalá me engane! - um eficiente actor eclesiástico, nunca um Homem, o Homem. E, assim, o dinheiro sujo e outros negócios perversos poderão continuar a passar pelos corredores e pelos subterrâneos de Fátima, cujos dois santuários, juntamente com a capelinha da Idolatria ajudarão a encobrir. A mim, não enganam eles. E a muitas outras pessoas mais do país e do mundo que já não embarcam naquilo. Saibam, entretanto, que de tudo aquilo não ficará pedra sobre pedra, quando, finalmente, chegar a Humanidade sapiente-sapiente, hoje, ainda em vias de criação na História. Jesus, o de Nazaré, a quem crucificaram, é já essa Humanidade sapiente-sapiente. Por isso, ninguém o vê por lá, ainda que alguns sacrilegamente invoquem o seu nome. A ele, garanto-lhes eu, nunca o verão por lá. E, se alguma vez o virem, só poderá ser no corpo das vítimas de tudo aquilo, nunca nos seus carrascos, nos seus verdugos, nos seus algozes, nomeadamente, nos clérigos de proa e nos outros seus subalternos que, em vez de Evangelho de Deus, insistem em dar às populações imagens-de-senhora-de-fátima, o que perfaz um crime sem perdão. O crime que Fátima é, desde Maio de 1917. Apareça o primeiro teólogo jesuânico a desmentir-me!

Padre Mário

Previsões para ontem também eu


Prognósticos só depois do jogo

«Perante a catástrofe iminente, aqueles mesmos que reclamavam, há poucos meses, menos Estado, mais privatizações, recorrem agora ao Estado, com total desfaçatez, isto é: ao dinheiro dos contribuintes. Privatizam-se os lucros e socializam-se os prejuízos - essa parece ser agora a regra.»
Mário Soares, "Diário de Notícias", 23-09-2008

Mais um que anda há tanto tempo nisto, que já foi Primeiro-ministro várias vezes e Presidente da Republica em dois mandatos, e de repente vem dizer aquilo que todos agora vêm e muitos já há muito tempo avisavam. Que um jogador de futebol diga que “prognósticos só depois do jogo” ainda desculpamos, afinal são pagos para dar pontapés e não para falar, agora que um politico faça o mesmo já é mais triste. Isto, sem esquecer a culpa que ele tem em Portugal ter evoluído neste caminho, a culpa de ter guardado o socialismo na gaveta.

KAOS

quarta-feira, setembro 24, 2008

A minha humnaijain ós çain mil


Um miudo estava a brincar no apartamento com um balão de festa de anos.
Chutava para cá, chutava para lá, até que o balão acabou entrando na casa de banho e foi cair justamente dentro da retrete.
Ele chegou, espreitou lá para dentro, viu o balão molhado, ficou com nojo e deixou-o ali mesmo.
Pouco tempo depois o seu pai entrou apressado para se 'desocupar' e sentou-se sem notar o balão. O almoço tinha sido muito pesado, e após ficar bem aliviado, olhou como era hábito, para dentro da retrete e ficou horrorizado com o espectáculo.
As suas fezes, muito moles, tinham coberto o balão e a impressão que se tinha era de um imenso, um absurdo, um gigantesco bolo fecal !
Sem acreditar naquilo, começou a ficar muito branco, e dali mesmo ligou pelo telemóvel, para um seu amigo que era médico:
- Cardoso, acho que devo estar com algum problema sério !
Enchi a retrete de merda. Nunca vi tanta assim na minha vida!... está á quase aextravazar!
- Oh Anselmo, com certeza que estás a exagerar!
- Qual exagero, qual quê !!! Estou na casa de banho a olhar para este 'merdel' todo, agora!
Isto é um absurdo!
Estou muito doente!!!
- Bom, eu já estava de saída do consultório.
Aproveito e passo aí que é a caminho de minha casa!
O médico chega e vai directo ao amigo, que estava à espera à porta da casa de banho.
- Olá, Anselmo, ora vamos lá ver isso que vo............ CÉUS!!! O que é isto???
Que é que tu comeste, criatura???
- Eu não disse?! Agora acreditas?!
- Isto é incrível !
Então, será que tenho algum problema sério?!
- Olha, o melhor é levar uma amostra disto e mandar para análise!
O médico saca de uma pequena espátula e um frasco esterilizado da sua maleta e quando espeta o 'bolo' para retirar uma amostra do
material...........
BUMMM!!!!!!!!!!! O balão estoura e voa merda para todo o lado !
Seguem-se instantes de absoluto silêncio.
Os dois amigos, completamente cagados, olham-se.
Estupefacto, o médico berra:
- Puta que pariu isto !!!! Achava eu, em 30 anos de medicina que já tinha visto de tudo, mas um peido com casca.
NUNCA !!!

Caça aos Politicos


terça-feira, setembro 23, 2008

100.000 Visitantes


Parabéns ao blog "Casegas Vai Nua", aos contributors deste espaço, ao "Mafia da Cova" e ao "WEHAVEKAOSINTHEGARDEN"(constante parceiros e amigos do blog) e aos tacanhos que tornaram este espaço na "instituição" que leva o nome de Casegas mais longe por esse mundo fora, dói a alguns, mas é a pura verdade que pode ser constatada na sidebar do blog, no mapa de "visitors"!
E que não vos doam os dedos a teclar!

Aos tacanhos a minha homenagem:
Chupa que é caroço!

sexta-feira, setembro 19, 2008

Rota dos Mineiros 2008

(clicar sobre o cartaz para aumentar)

(...)Importará dar conta que foi um caseguense, o “Pescão”, quem descobriu o potencial económico da Panasqueira, iniciou a exploração, inicialmente apenas de estanho e cobre e vendeu a mina ao banqueiro Burnay que, por sua vez, igualmente a vendeu aos ingleses da Beralt Tin & Wolfram. Estes, após a I Guerra Mundial começaram a extracção do volfrâmio.
Ler mais aqui

Só um recado para bom entendedor que não faz ideia do trabalho:
É com algum custo financeiro e físico que surgem estes cartazes. Não se pode dizer que este seja dos melhores já feitos, mas note-se que são 3H45, concluí-o agora. Levou quase 4 horas a elaborar, uma vez que estive a tentar capturar fotos do filme de Casegas 1975, mas sem grande sucesso, pois não consegui grande qualidade.
Pelo menos que se reconheça o esforço das pessoas, já não digo a qualidade da imagem, pois essa fala por si e fica ao critério de cada um.
Que não se diga que este trabalho é "Inventar"de forma depreciativa quando quem o diz não faz melhor ou nem imprimi-lo saiba.
Consegui este, o melhor que pude. Agora vou-me deitar que amanhã é dia de trabalho.

Agradece-se o não plágio ou adulteração destes cartazes. Dão muito trabalho, custa ve-los estragados. Obrigado.
Boas passadas a todos os caminheiros e parabéns ao Núcleo por mais uma. Esperamos todos que corra da melhor forma possível.

CPC na imprensa (Noticias da Covilhã)

Na rota dos mineiros da Panasqueira

O Núcleo de Caminhadas da Casa do Povo de Casegas, não tem parado de promover actividades pedestres que para além das boas práticas físicas, visa preservar a história, assumir uma vertente lúdica e cultural. São exemplo as caminhadas pelas rotas dos Ganhões, Almocreves, Pastores, Arqueológica, entre outras. Agora é vez dos caminheiros lançarem-se no dia 28 de Scetembro, na rota dos mineiros da Panasqueira(...).

Ler a noticia toda em em Blog Núcleo de Caminhadas

domingo, setembro 14, 2008

Escola dos 500


«A iniciativa «Dia do Diploma» foi criada pelo Ministério da Educação, decorre esta sexta-feira nas escolas portuguesas e pretende distinguir os melhores alunos.
O Primeiro-ministro entregou um prémio de mérito de 500 euros ao aluno com melhor média de conclusão do ensino secundário da Escola Secundária José Gomes Ferreira.»

Já tínhamos as lojas dos 300 e agora temos as Escolas dos 500. Ficaríamos muito melhor se em vez de andar demagogicamente a distribuir notas de 500 Euros pelo melhor aluno de cada escola, desse aos nossos jovens a possibilidade de terem um futuro com alguma esperança. Que não os condenasse ao desemprego, ao trabalho precário e aos baixos salários. Que não lhes desse como perspectiva de vida o trabalho num Call Center ou numa caixa de supermercado. Que não condenasse este país a ser o esgoto da Europa, o bordel, o Campo de Golfe, o Inatel, o Allgarve de alguns. Integrados nesta Europa que nos obriga a cumprir as suas regras e a sua ideologia pouco parece podemos mudar no destino que nos designaram. Cabe muito à escola, aos professores dar a estas crianças uma nova visão do mundo, ensinar-lhes que o destino não existe, que tudo pode ser diferente, que o nosso futuro temos de ser nós a faze-lo. Que mesmo acabando a trabalhar numa caixa de supermercado, mesmo sentindo-se impotente para combater o monstro, a sua força junta à de outras pode vencê-lo. São os professores que, todos os dias, têm nas suas mãos o futuro dos nossos jovens. Têm uma responsabilidade enorme, uma tarefa monstruosa que esta Sinistra Ministra ainda lhes dificulta mais e, é por isso que nós pais, nós gente deste país lhes devemos agradecer e pedir que nunca desistam.

Kaos

quarta-feira, setembro 03, 2008

A ANEDOTA em que se transformou o nosso País:


-Uma adolescente de 16 anos pode fazer livremente um aborto mas não pode pôr um piercing.

- Um jovem de 18 anos recebe 200€ do Estado para não trabalhar; um idoso recebe de reforma 236€ depois de toda uma vida do trabalho.

-Nas zonas mais problemáticas das áreas urbanas existe 1 polícia para cada 2 000 habitantes; o Governo diz que não precisa de mais polícias.

-Um professor é sovado por um aluno e o Governo diz que a culpa é das causas sociais.

- O café da esquina fecha porque não tem WC para homens, mulheres e empregados. No Fórum Montijo o WC da Pizza Hut fica a 100mts e não tem local para lavar as mãos.

- O governo incentiva as pessoas a procurarem energias alternativas ao petróleo e depois multa quem coloca óleo vegetal nos carros porque não paga ISP (Imposto sobre produtos petrolíferos).

- Nas prisões são distribuídas seringas gratuitamente por causa do HIV, mas é proibido consumir droga nas prisões!

- Um jovem de 14 mata um adulto, não tem idade para ir a tribunal. Um jovem de 15 leva um chapada do pai por ter roubado dinheiro para a droga, é violência doméstica!

- Uma família a quem a casa ruiu e não tem dinheiro para comprar outra, o estado não tem dinheiro para fazer uma nova, têm de viver conforme podem. 6 presos que mataram e violaram idosos vivem numa sela de 4 e sem WC privado, não estão a viver condignamente e a associação de direitos humanos faz queixa ao tribunal europeu.

- Militares que combateram em África a mando do governo da época, na defesa de território nacional não lhes é reconhecido nenhuma causa nem direito de guerra, mas o primeiro-ministro elogia as tropas que estão em defesa da pátria no KOSOVO, AFEGANISTÃO E IRAQUE.

- Começas a descontar em Janeiro o IRS e só vais receber o excesso em Agosto do ano que vem, não pagas as finanças a tempo e horas, passado um dia já estas a pagar juros.

- Fechas a janela da tua varanda e estás a fazer uma obra ilegal, constrói-se um bairro de lata e ninguém vê.

- Se o teu filho não tem cabeça para a escola e com 14 anos o pões a trabalhar contigo num oficio respeitável, é exploração do trabalho infantil, se és artista e o teu filho com 7 anos participa em gravações de telenovelas 8 horas por dia ou mais, a criança tem muito talento, sai ao pai ou à mãe!

-Numa farmácia pagas 0.50€ por uma seringa que se usa para dar um medicamento a uma criança. Se fosses toxicodependente, não pagavas nada!

Obrigado Srs. Governantes!!!