Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Na peida!

Ultimas fresquinhas!!!



Caso Chiken Charles

Arguido David Duarte
ABSOLVIDO DE TODAS AS ACUSAÇÕES



Blog chiken charles - o anti-heroi

Derrota da arrogância e da prepotência
Vitória da Justiça!

Hiiii-óóóóóóó!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, fevereiro 27, 2008

Aí vai mais uma!

Esta é para os gajos!
Quando pescarem as próximas, guardem-nas e façam o almoço à mulher em vez de irem para o café, pelo menos no 8 de março! E não merecem festa! É só "bjecas" e sueca?
Xôôô machismo e conservadorismo submisso do "antigamente também era assim" e do preconceito ignorante do "parece bem ou parece mal"!
Revoltem-se as gajas! Mas pelas causas...


Trutas com Molho Vinagrete

Ingredientes:
  • 4 Trutas
  • Qb sal e pimenta
  • 2 dentes de alho
  • 2 folhas Louro
  • Qb de farinha e óleo para a fritura

Molho Vinagrete:

2dl vinho branco

2dl vinagre de vinho branco

1 Alho Francês

1 Cenoura

1 Cebola

1 Folha de Louro

Ramo de Salsa

Qb Sal e pimenta

100g Margarina

Tempere as trutas com o sal, alho, pimenta e ou louro. Deixe repousar.

Entretanto corte a cebola, o alho francês e a cenoura em juliana (tamanho de fósforos aproximadamente). Posso explicar a técnica nos comentários.

Numa frigideira coloque o vinho branco e o vinagre e deixe reduzir para metade.

Junte a juliana de legumes, o louro e tempere de sal e pimenta.

Ligue a margarina a este preparado e por fim envolva-lhe a salsa picada.

Passe as trutas por farinha e frite até dourar bem.

Disponha as trutas numa travessa e regue com o vinagrete.

Caso encontre este molho muito “aigro”, aumente o vinho branco e reduza no vinagre.

Sugestões:

- Acompanhe com batata cozida ou alourada.

- As mesmas trutas, regadas com molho de alcaparras. Substitua os legumes por alcaparras, cebola picada e pimenta preta em grão, que deve ser retirada depois da redução do líquido. No final, junte também a margarina. Este molho acompanha bem qualquer peixe frito, uma vez que a sua acidez corta a gordura da fritura, tornando o prato mais agradável.

Curiosidade: na cozinha indiana, quando um ingrediente ou a própria confecção vai causar mau estar ou é menos saudável, nesse prato, regra geral, é introduzido um outro ingrediente para anular ou atenuar esse mau estar indesejado. Ex, se é um prato “pesado”, levará em principio algo que facilite a digestão…poderá ser asafoetida. Da próxima escrevo uma das minhas receitas preferidas da cozinha vegetariana indiana à base de grão de bico, gran masala e iogurte natural (já adulterei para iogurte de cereais): “Shana Raithe” muita bom!!!

...já agora, lavem também a loiça, dêem uns trocos aos putos e "mandem-nos para a rua" ;p

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Há cada cão (perdoem-me os caninos a comparação)!



in Vila do Paúl

Os estudos do Eugénio




AS DESIGUALDADES REGIONAIS CONTINUAM A SER MUITO GRANDES EM PORTUGAL

As graves assimetrias regionais geram desigualdades entre os portugueses e
constituem um importante obstáculo ao desenvolvimento do País.
Neste estudo, utilizando os dados disponniveis mais recentes do INE e das
Estatisticas da Segurança, mostro que as assimetrias entre as diferentes
regiões, subregiões e concelhos não estão a diminuir em Portugal, sendo até
de prever que aumentem com os investimentos faraónicos do TGV e do novo
Aeroporto cujo impacto se fará sentir mais uma vez pricipalmente na Região
de Lisboa.

O fecho de muitos serviços públicos em regiões do interior do País está
naturalmente a contribuir para o agravamento das assimetrias regionais e
para a desertificação de muitas regiões do País, contribuindo também para o
agravamento da qualidade de vida das regiões macrocefalas de Lisboa e Porto.

Ler o resumo do estudo aqui

Espero que este estudo possa ser útil

Eugénio Rosa, economista

Educação, Sem comentários...

Se alguém ainda tem dúvidas no que está a dar...a política do actual
Ministério da Educação visando a desautorização dos professores, veja-se a
mensagem de caderneta escolar em anexo redigida este ano lectivo por um
muito zeloso e atento encarregado de educação no desempenho das suas
funções.


(clique para aumentar)

COMECEM A REZAR PELO FUTURO DOS FILHOS E NETOS DESTE PAÍS...

segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Não é só Casegas que vai nua....


Será que o Marinho Pinto se estará a referir a algum destes ????
Eles não andam nus, andam cobertos pelo manto diáfano da fantasia... e nós não há maneira de dizermos que estes reis vão nus!

Fernando Nogueira:
Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
- Presidente do BCP Angola
José de Oliveira e Costa:
Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
- Presidente do Banco Português de Negócios (BPN)
Rui Machete:
Ministro dos Assuntos Sociais
- Presidente do Conselho Superior do BPN
- Presidente do Conselho Executivo da FLAD
Armando Vara:
Ministro adjunto do Primeiro Ministro
- Vice-Presidente do BCP
Paulo Teixeira Pinto:
Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
- Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de "trabalho", Saiu com 10 milhões de indemnização !!! e mais 35.000€ x 15 meses por ano até morrer…)
António Vitorino:
Ministro da Presidência e da Defesa
- Vice-Presidente da PT Internacional
- Presidente da Assembleia Geral do Santander Totta
Celeste Cardona:
Ministra da Justiça
- Vogal do CA da CGD
José Silveira Godinho:
Secretário de Estado das Finanças
- Administrador do BES
João de Deus Pinheiro:
Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
- Vogal do CA do Banco Privado Português.
Elias da Costa:
Secretário de Estado da Construção e Habitação -
- Vogal do CA do BES
Ferreira do Amaral:Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
- Presidente da Lusoponte, com quem se tem de renegociar o contrato.
O que é isto?
- Não, não é a América Latina, nem Angola. É Portugal no esplendor do gamanço e da cunha!!!

MAS HÁ MAIS…NÃO SÃO SÓ ESTES…!

Os estudos do Eugénio


Falta de planeamento na educação em Portugal gera custos elevados, desemprego e atraso.

APENAS 9% DOS LICENCIADOS SÃO DAS ÁREAS ENGENHARIA E INFORMÁTICA, E NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS O EMPREGO DE ESCOLARIDADE ELEVADA DIMINUIU EM 97 MIL E O DESEMPREGO DE LICENCIADOS AUMENTOU 64%

(Eugénio Rosa - Economista)

Ler resumo do estudo aqui



quinta-feira, fevereiro 14, 2008

Casegas já é capa de revista!!!!!!







Deputado Vitor Pereira ameaçado com pistola


O agressor ordenou-lhe que deixasse de investigar os processos urbanísticos da C. M. Covilhã.

Homem de raça branca, aspecto geral cuidado, com idade entre os 35 e os 40 anos, aproximadamente um metro e oitenta de altura, compleição física de atleta, cabelo castanho de corte médio.

Este é o retrato robot do homem que ameaçou um deputado da Assembleia da República com uma pistola. Vítor Pereira, que também é deputado na Câmara da Covilhã, foi ameaçado por volta da meia-noite, ao chegar a casa, situada num local isolado.

O indivíduo estava à espera dele num carro preto e fez-lhe sinal de luzes para se aproximar. O deputado que exerce advocacia julgou tratar-se de um cliente, mas quando abriu o vidro ouviu a ameaça «vê se paras de meter o nariz nos assuntos do urbanismo da câmara da Covilhã».

O meliante sacou então de uma pistola que apontou ao peito do deputado e estendeu a ameaça à família da vítima: «como vês sei onde moras e sei que tens dois filhos. é a primeira e última vez que te aviso».

Vítor Pereira ficou com protecção policial e a Polícia Judiciária investigou o caso durante seis meses, mas não conseguiu identificar o suspeito. O Ministério Público arquivou o caso, que poderá ser reaberto se apareceram novas provas, nomeadamente quem denuncie a identidade do suspeito a partir do retrato robot.

(in kaminhos)

quinta-feira, fevereiro 07, 2008

De MIM Para TI (tu sabes quem és), para ELE (que já partiu) e para ELA (a minha terrinha!)

Se eu fosse um pássaro e pudesse voar,
Voava bem alto até às profundezas do infinito
Para aí te poder abraçar
E poder levar-te comigo para todo o lado.
Quando fecho os olhos posso ser tudo o que quiser!
Aí sinto a tua presença! O teu calor, o teu cheiro, o teu olhar………
Cada som da tua voz, cada silêncio,
Cada gesto que tu faças, passa por mim!
Não existem pessoas perfeitas, mas momentos perfeitos.
Ai, como é bom recordar esses momentos!
Obrigada amigo.
Onde quer que estejas, (e porque eu sei que me podes ouvir)
Envio-te estas fracas palavras
Para te dizer, que cada dia que passa
A saudade aumenta mais e aumenta também a convicção
De que o infortúnio da vida nos cruzou,
Infelizmente que por pouco tempo
Talvez para me mostrar a tua célebre mensagem:
“Teu coração, teu mestre!”
Cumpriste a tua missão e eu vou cumprir a minha!
Levarei a tua palavra para onde quer que vá!
Gosto da chuva que cai
Do brilho da areia que escapa pelos dedos
Do cheiro do mar que nos arrepia
Da capa da noite
Do brilho das luzes que preenchem o meu olhar atento
Adoro-te Casegas, quero-te porque és minha!
Minha, és, e sempre serás!
Venha quem vier, ninguém nos pode separar:
Tu estás em mim e eu estou em ti,
Somos a imagem uma da outra!
Ei, olha quem é ele!
Quem és?
Diz-me que eu não sei!
Ou será que não és capaz?
Mas eu sou capaz de tudo e muito mais,
Sou capaz por exemplo de dizer que estou triste,
Por não te ter aqui ao pé de mim!
Estás longe, muito longe…
Não te posso tocar, nem abraçar.
Mas posso sentir-te por momentos perto de mim.
Alguém onde me posso perder e encontrar,
Alguém que não quero deixar de amar!
Mas afinal o que é longe??????
Mais um conceito criado pelos homens,
Nada que não consigamos vencer
Para querermos basta acreditar
Acreditar num sorriso, num olhar
Acreditar que num pobre abandonado podemos encontrar consolo,
Acreditar que vamos até onde o nosso poder nos levar.
E não apenas aonde julgamos poder alcançar.
Há tanto para fazer!
Um gesto, um sorriso, um olhar mais atento……
Sei lá?! Não sou eu que vos tenho que ensinar isto!
Abram os vossos corações!
Vejam o invisível, através do visível!
Amem, chorem, sofram, sorriam, mas façam algo…
Sigam as cores do céu!
As cores do vosso céu!
Sejam felizes e abracem o mundo!
Abracem-me a mim, a ela, a ele, a todos!
E sobretudo….oh tu aí…???
Lembra-te de mim!!!

Autor: Não se quis identificar

segunda-feira, fevereiro 04, 2008

Vizinhos...

Um cidadão de Utah, Mark Easton, reclamou junto da câmara que a casa que o seu vizinho tinha construído à frente da dele era 50 cm mais alta do que a norma permitia e que, por isso, tapava a vista para umas belas montanhas.

A câmara ordenou que o vizinho que corrigisse a construção, baixando em 50 cm a altura da casa.
Alguns meses depois a câmara recebeu outra queixa de Mark Easton dizendo que o vizinho, ao reconstruir a casa, tinha feito umas janelas novas que ele realmente não apreciava.
A câmara mandou investigar...


domingo, fevereiro 03, 2008

Prémio "orelhas de burro" com efeitos retroactivos vai para...


OS RESPONSÁVEIS POR TEREM IMPEDIDO ATUMNESPEREIRA DE TER EFECTUADO O RESTAURO DO TECTO DA CAPELA DS ALMAS EM SIMULTÂNEO PARA O ANÓNIMO DO COMENTÁRIO

"
Então sr.Asno,sempre em cima dos acontecimentos e não conhece o património de Casegas? Não é Caseguense ou então é mesmo burro a valer!... Fica aqui a informação: Depois de uma noite fria e chuvosa,ao romper da manhã do dia 21 de Janeiro de 1985, ocorreu um curto circuito no tecto da capela seguido de incêndio que provocou a derrocada do telhado.Desta forma lá se foram as pinturas e o património de Casegas ficou mais pobre."

"É Certo que o teto e parte da parede que dá para a Rua da Ti Branca caiu. Mas não foi por nenhum curto circuito. A Capela e a irmandade das almas já à muito que estavam abandonadas pela Igreja e seus responsáveis. para que se saiba, a Irmandade das Almas emprestava dinheiro a 4% e esse, com as cotas dos associados, os "irmãos" era o seu rendimento. Era com o fruto desses investimentos que cumpria com as suas obrigações estatutárias. Sucede que algures no reinado de sua excelência o Senhor Salazar, emprestar dinheiro cobrando juros passou a ser uma prorrogativa dos Bancos e instituiu-se o crime de usura a quem, não sendo instituição bancária, emprestasse dinheiro e cobrasse juros. Um dos grandes rendimentos da Irmandade acabou por decreto do Professor. Ora sussede, que quando o Sr. Padre Nicolau veio tomar conta da paróquia, encontrou a Igreja meia construida, sem dinheiro para a acabar e pediu sacrifícios a toda a gente. Ranchos de caseguences iam aos domingos lavar areias para a ribeira da panasqueira catando o volfrámio que depois de vendido serviria para custear as obras. As confrarias, todas deram o seu dinheiro para custear coisas na igreja. Mas a Irmandade, como se regia por uns estatutos autónomos recusava-se a entregar o dinheiro que era necessário para custear as suas obrigações. Até que...
Os homens fortes da igreja passam a ser também a direcção da irmandade e, assim tomado o poder numa luta palaciana a igreja fez-se ao dinheiro da irmandade.
Mas mesmo assim, o dinheiro para custear as obras não chegava. O senhor padre Nicolau, escreveu uma carta aos monumentos nacionais para ver se se conseguia um subsídio. Sucede que nas suas horas vagas, O senhor padre, se entretinha a arranjar o espaço que estava en redor do edifício da igreja, cavando no que viria a ser o futuro jardim da igreja. É que para ali tinham sido transportados carros de entulho da demolição da igreja velha e que iria ser utilizado para regularizar a àrea en redor da Igreja Nova. Num desses dias em que andava ali a cavar, descobriu uns azulejos da igreja antiga e guardou-os numa das novas sacristias. Segundo palavras do senhor padre, era uma coixa da polvora das minas cheia de azulejos.
Chegam os senhores dos Monumentos Nacionais, e dizem ao senhor padre que não, que a nova igreja não é propriamente um "Monumento Histórico Nacional" Que a função do instituto não é construir mas recuperar eteceteraetal e, estava o senhor nesta ladainha e os seus olhos deram com a caixa de azulejos. Moral da história, O Instituto contribuiu para uma obra nova e com muito dinheiro. Os senhores que fizeram a visita ficaram com os azulejos e Casegas com o dinheiro para contruir o edifício que conhecemos.
Mas isso é outra história, voltemos então à Capela das almas. Meu Pai estava na direcção embora não fosse o juiz. Tentou-se fazer obras mas não vinha autorização. Ou seja, as pessoas encontravam-se de mãos atadas. A água entrava a rodos de cada vez que chovia e a parede apresentava uma barriga que metia respeito. A capela não tinha electricidade. Nessa fatidica noite choveu a cântaros e o inevitável acabou por se dar. A parede ruiu e arrastou parte do telhado. Dos Doze apostolos, dois desapareceram de imediacto.Estou a falar, claro, do apostolado que se encontrava pintado no tecto. Fez-se o que se tinha que fazer que foi de urgência retirar da Capela todos os objectos liturgicos, artísticos e documentales que pudessem ser roubados ou degradarem-se nas condições em que a capela estava. Foi feito um iventário (Fi-lo eu), de tudo o que saiu e de para onde foi. Houve peripécias de que nem vale a pena estar a falar agora e as coisas seguiram o seu rumo. Eu era estudante na Faculdade de Belas Artes e era guarda da P.S.P., Contactei com a nova direcção da irmandade dizendo-lhes da minha disponibilidade para ajudar na desmontagem do teto, na catalogação de todas as tábuas para depois se proceder à remontagem quando se recuperasse, usando para isso o meu períudo de férias. Volto a dizer, que dos doze apostolos que estavam pintados no teto somente se tinham perdido dois. Pois, numa das minhas deslocações a Casegas, sou informado que o teto tinha sido desmantelado sem critério e vendido para lenha. Curto circuito? Só se foi no cérebro de quem deu a ordem e a autorização para se fazer tamanho crime.

Aliás, sobre esta relação entre a Igreja e a irmandade, Meu primo Joaquim Vaz, escreveu umas quadras que narram esta história toda. Claro que depois do saque, A irmandade apenas gastava o dinheiro que tinha que gastar com a morte dos irmãos e deixou de festejar a Festa de Santa Cruz e nunca mais celebrou as endoênças. É que não havia dinheiro para isso. Da manutenção do edifício nem é bom falar. E, mais uma vez, não estava ligado à rede de electricidade. não possuia nenhuma instalação electrica e em consequência não sofreu nenhum curto circuito. Foi definhando como definham as instituições em Portugal..."
by atumnespereira

(comentário extraído dos comentários do post anterior)