Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, maio 27, 2010

Faleceu o Zé Viriato da Carreira, o Zé Costa

Faleceu o meu pai também, três meses depois.
Com as suas virtudes, defeitos e exentricidade...
Quem o conhecia bem, sabia que falava mais que o que sentia ou fazia de mal.
Mais um adeus.

Ainda não sei a hora do funeral.

quarta-feira, maio 26, 2010

Vai mais uma facada?

O povo... 
" O povo saiu à rua para festejar a vitória do Benfica e eu, apesar de ser do Sporting, não achei mal. As pessoas têm o direito de ficar alegres.
O povo saiu à rua para ver o Papa e eu, não acho mal. As pessoas têm direito à sua fé.
O povo vai à Covilhã espreitar a selecção e eu, apesar de não ligar alguma coisa, não acho mal. As pessoas têm direito ao patriotismo.
O governo escolhido pelo povo impõe medidas de austeridade umas atrás das outras, aumentando os impostos e não abdicando dos mega investimentos.
O povo não reage. Não sai à rua.
Reclama à boca pequena e cria grupos zangados no Facebook.
É triste que este povo, que descobriu meio mundo, não imprima à reivindicação dos seus direitos a mesma força que imprime à manifestação das suas paixões."


Pobreza                                                                                                                             
"Um país onde se admite a possibilidade de taxar o subsídio de Natal, ou mesmo acabar com ele, mas que gasta de dinheiros públicos para TGV, altares, estádios de Futebol, frotas milionárias para gestores públicos, reformas obscenas a quem trabalha meia dúzia de anos ou nem tanto, etc... é um país pobre, de facto. "
Mas de espírito, antes de mais.

segunda-feira, maio 24, 2010

No minimo indignado! O Departamento da Cultura da C.M.C. deixa bastante a desejar.




O laxismo, a falta de rigor, de critério ou na falta dele no seu expoente máximo. É disso exemplo o departamento da Cultura da Câmara Municipal da Covilhã.
No âmbito  do “Covilhã. Município de 5 estrelas”, a Câmara Municipal reuniu com a restauração covilhanense com o fim de solicitar um prato de referência para o almoço e outro para o jantar, desde 15 de Maio a 1 de Junho com as seguinte nota “apenas um prato de referência”.

Em conformidade com o solicitado, onde tentei abarcar quase toda a gastronomia do concelho que tão orgulhosamente representada é pelo Arroz à Valenciana. Em Valência o prato típico será certamente Pucará nel Horno  (Panela no Forno).
Ou temos um concelho sem identidade gastronómica onde o prato típico é espanhol e os Burlhões são Maranhos?!
Menos grave não é a ligeireza com que foi tratada a ementa por mim elaborada, sendo adulterada, onde se “cortou e esnocou” a bel prazer de quem assim o entendeu. Adulterações essas, que me fazem passar por plagiador de algumas receitas e desconhecedor de outras originais. Em suma: Figura de urso!

Um “flyer” de divulgação onde alguns restaurantes apresentam um prato de referência (supostamente um prato, mas não era para todos) conforme solicitado, onde se adultera o próprio nome dos estabelecimentos, o nome dos pratos sem qualquer critério explicável. Noutros é apresentada uma ementa completa por refeição.
(eis três exemplares dos flyeres. Clicar para aumentar)

Representam os estabelecimentos beneficiados (de forma discriminatória), a melhor gastronomia da região? Ah!ha!ha! ou lol!
Deixem-me rir meus senhores, antes que me esqueça!
Eu respondo:
- Tão bem quanto o Dep. Da Cultura desempenhou esta função a que se propôs. Em suma, um marketing com qualquer coisa de rupestre que só lembra o tempo do hominídeo das cavernas, e mesmo esses faziam uns bonecos bem mais engraçados.
É no mínimo bizarro!
Já ouviram falar em formulários online? E correio electrónico?
Bem me parecia que não…É preciso dar trabalho ao pessoal…
O meu falecido avô costumava dizer quando nos via a “engonhar nos serviço”:
- Então é um a segurar os cornos à cabra e outro a mamar?
Palavras sábias as dos velhotes…

Já não menciono os erros ortográficos primários e a forma rudimentar como uma divulgação patrocinada pelo erário público é feita.
Isto na Câmara municipal de Belmonte, era feito um livrinho, para que o visitante guardasse até para recordação, com as ementas dos restaurantes ilustrado com fotografias onde a identidade dos restaurantes ficaria marcada.
Na C.M.C, são impressas umas folhitas soltas, diárias, com informação deturpada, que só lembram um baralho de cartas para o cliente misturar e escolher. A não ser que o suposto fosse a contratação de ardinas para distribuir diariamente o malfadado pasquim.
Há coisas que nem ao diabo lembra, mas há quem se lembre…

Com tanta adulteração, quando alguém quiser ementas regionais elaborada por mim, um mero misturador das coisas que se fazem por cá, não mo peça a mim, mas sim ao Departamento da Cultura da Câmara Municipal da Covilhã.

Ah, um elogio:
“Arroz à Valenciana”, nos flyers está muito bem escrito, deve ser da prática...

Ando eu a patrocinar isto, a iliteracia…
Eu quero é ir para Angola!
O pior é se já lá chegou do mesmo….

P.S.:Peço desculpa se fui agreste, mas tem uma explicação:
As ementas foram escritas com o duas taças do suave Quinta dos Termos Reserva do Patrão, a uma provocação desta ordem, à adulteração do meu trabalho, pediu uma aguardente de Zimbro, que é bem mais áspera...

Saudações Gastronómicas aos defensores da Cozinha Regional.


Solidariedade para com o Lar/Centro de Dia de Casegas

Afinal está mais barato...119,82€(eis um orçamento)
(clicar no orçamento para aumentar) 



Como sabem, a nova direcção da IPSS(Instituição Particular de Solidariedade Social), o Lar/Centro de Dia de Casegas, encontrou a Instituição com lacunas, que à luz da "recente" legislação, o "HACCP" (o auto controlo em termos de matéria de higiene alimentar definido estupidamente com esta sigla em língua inglesa), são extremamente graves, ou eram pelo menos até então, e que para a atenuação de tais lacunas penalizáveis à luz da lei, foi necessário fazer alguma "ginástica", porque senão é que a "barraca abanava". O vulgo "Entregues à bicharada".

O que é que se pretende?
Para que se cumpram as normas que vigoram, é necessário um instrumento indispensável à cozinha do Centro Dia/Lar, que apesar de não ser extremamente dispendioso, é precioso para a manutenção da higiene alimentar e o cumprimento da legislação.
Deve registar-se a temperatura a que é confeccionado um alimento, a essa parte o novo forno já dispõe de uma sonda que é introduzida no alimento e fornece a temperatura de segurança(que deverá ser uma mínima de 65º a uma máxima de 75º consoante os alimentos e o risco que representam), mas isso não é suficiente, porque depois também é necessário fazer um registo de arrefecimento dos mesmos alimentos, de forma a assegurar que não arrefecem a temperaturas propicias ao desenvolvimento de enzimas e consequentemente "azedarem" como se diz popularmente.
Trata-se de um termómetro laser, que regista temperaturas de tudo para o que é apontado o mesmo laser. Custa cerca de 150€. Pode-se pensar que por esse valor, também o podem comprar...Mas quando se investe mais 90.000€, como já investiu esta direcção, obriga a alguma contenção. Até porque lhes garanto, e já vi com os meus próprios olhos, o lar de hoje, está irreconhecivel, seja em termos de funcionalidade, seja higiene, conforto (fisico e psicosocial) ou estéticamente. Em suma, está um espaço mais agradável onde o odor a opressão já não se faz sentir como outrora.
Eu nem sou sócio, mas sinto responsabilidade social para com a instituição, e por isso faço este apelo:
Quem se queira desponiblizar e tenha possiblidade para tal e queira oferecer o termómetro laser à cozinha do Centro Dia, entre em contacto através do meu mail rui_j_costa@hotmail.com, com alguém da direcção, ou via correio. Caso se pretenda anonimato, da minha parte será assegurado, como já se tem verificado noutras situações, nomeadamente como aquando da aquisição do bombo da CPC e das bolas(exelentes) para os matraquilhos que ainda duram!


Eu ofereceria se pudesse...mas neste momento não dá...já ao tempo que ando para comprar um para uso pessoal e não consigo...

Vejam lá, o que podem fazer!

Nota: o espaço é mais higiénico com disse, não por se limpar mais ou menos, mas sim por os equipamentos serem de mais fácil higienização.

segunda-feira, maio 10, 2010

Nutrição / Humor

FALAR ANTES DE PENSAR


ESTA FOI A PERGUNTA DE UMA CALOURA DA USP SOBRE 'PAPILAS GUSTATIVAS

Esta história é verídica, aconteceu na ISPU. Numa aula de biologia, o professor estava falando sobre o alto teor de glicose encontrado no sêmen,quando uma caloura levantou o braço e perguntou:
- Se eu entendi bem, o senhor está dizendo que se encontra muita glicose no sêmen. Seria tanta quanto no açúcar?
- Sim - respondeu o professor.
- Então por que o gosto não é doce?
Após um silêncio de estupefação, a classe toda arrebentou numa gargalhada.
A pobre garota ficou roxa de vergonha, assim que percebeu quão impensada foi sua pergunta.
A resposta do professor, entretanto, foi clássica:
- O gosto não é doce porque as papilas gustativas que reconhecem o sabor doce, encontram-se na ponta da língua, e não no fundo da garganta...








segunda-feira, maio 03, 2010

Nova rúbrica: Arquitectura Caseguense


Multicolor Style...

WC Style...


Afegan WC Style...



(fotos de Jungle Stupid Style com som. Clicar na foto)
Jungle Stupid Style...
Estou principalmente preocupado com este ultimo...
Quando era puto, só lá apanhava carraças atrás das orelha...Mas da maneira que está agora, um dia destes ainda me entra pela casa adentro uma dessas cobras gigantes, a "Andacona" ou "Anaconda" ou lá como raio se chama!
Para quem não sabe a história deste ex-jardim, aqui vai:
Antónios: - Andais a gastar muita água
Quem tratava e plantou o jardim: -Já viram que a torneira está rota e a verter dia e noite?
Antónios: -Andas a gastar muita água, se fosse naquilo que é teu não gastavas tanta.
Quem tratava e plantou o jardim: -Então regai-o vós!
Agora está muito melhor e não se gasta água. A água publica é bem mais útil a regar as plantas à beira da ribeira à mangueira pelos funcionários da junta, como foi em tempos delatado neste blog. Ou ainda aquele que eu próprio fui medir atrás da fonte do santo António, que jorrou metros e metros cúbicos por aquela rua abaixo, sem ninguém querer saber de nada...essa foi mais bem empregue!
Com um pouco de sorte andam lá "Andaconas" escondidas...hmmm até pode dar para cozinhar, quem!
O Ti João Cantigas, meu parceiro de sueca, contava que tinha feito sopa de cobra...

EU VOU!



E para quando o Festival do Burlhão e dos Feijões com Couves em Casegas? Tudo temperado com musica popular e tal...
Eu alinho!

NOVA TÉCNICA DE ROUBO DE VIATURAS

NOVA TECNICA USADA POR LADRÕES

Se ao conduzir à noite alguém atirar ovos para o seu pára brisas, não ligue o
limpa pára brisas e não bombeie água para o pára brisas, porque ovos misturados
com a água tornam-se numa pasta de aspecto lácteo (leite) que irá obstruir a
sua visão até 90%. Aí você será obrigado(a) a parar na margem da estrada e
será mais uma vítima de assalto.

Esta é uma nova técnica usada por assaltantes.

domingo, maio 02, 2010

PARA A MELHOR MÃE DO MUNDO







Palavras para a Minha Mãe

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe, amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

José Luís Peixoto, in "A Casa, a Escuridão"
Da tua filha Marina