Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

UTTERINGS: Hand Painted Parson Chairs and a Resurfaced Pine T...

Blog da caseguense Carmen Tomé. Uma referência...
É espetacular ela. Visitem tambémo site:
http://www.carmentome.com/

UTTERINGS: Hand Painted Parson Chairs and a Resurfaced Pine T...: "There was a great deal on a pine table a few years ago that I couldn't pass up. Ditto some Parsons Dining Chairs I saw in a second hand ..."

terça-feira, fevereiro 22, 2011

WEHAVEKAOSINTHEGARDEN: A verdade escondida

WEHAVEKAOSINTHEGARDEN: A verdade escondida: "O governo vem felicitar-se por ter aumentado as receitas, mas se aumentou os impostos é natural, o Sócrates falar de boas noticias por em J..."

Comemoração do 8 de Março


Abaixo-Assinado Contra as Portagens nas Auto-Estradas A25, A23 e A24

       
Contrariando o seu próprio programa, o Governo já anunciou a sua intenção de introduzir portagens nas auto-estradas A25, A23 e A24.
A introdução de portagens nestas vias de comunicação é profundamente prejudicial e injusta para a economia e as populações, nomeadamente dos distritos de Vila Real,  Guarda, Viseu, Aveiro e Castelo Branco.
Hoje, não existem alternativas a estas vias rodoviárias estruturantes uma vez que a EN16, a EN 2, EN 18 e EN17 se encontram num permanente estado de degradação, nalguns casos já não existem ou são apenas ruas de diversas localidades e são manifestamente desadequadas como vias inter-regionais.
O traçado muito sinuoso e com declives acentuados destas auto-estradas acrescenta razões às posições de todos os que defendem que não é justo taxar com portagens vias que ficam muito distantes da qualidade de outras.
Estas auto-estradas, nomeadamente a A25, são das principais vias de escoamento terrestre de produtos e mercadorias produzidas no país, particularmente no distrito de Aveiro e em diversas áreas dos distritos de Viseu, Vila Real, Guarda e Castelo Branco. O pagamento de portagens provocaria um aumento do custo de vida, criaria mais dificuldades às empresas e agravaria a situação económica e social desta vasta região [segundo valores médios anunciados pelo Governo, para veículos ligeiros classe 1: Aveiro - Vilar Formoso, 16.00 € ; Guarda - C.Branco, 7.70 €; Viseu - Chaves, 12.80 €; Vila Real - Chaves, 6.40 €; Lamego - Vila Real, 3.60 €; Lamego - Régua, 1.40€;].
Por outro lado, o pagamento de portagens na A25, A24 e A23 seria uma medida que em nada contribuiria para combater a interioridade e a desertificação que afectam estes distritos do interior do país.
A adopção de tal medida significaria que estes distritos continuariam a ser sacrificados e o seu desenvolvimento adiado.
Assim, os cidadãos e entidades abaixo-assinados exigem que o Governo altere a decisão de introduzir portagens nas auto-estradas A25, A23 e A24. De igual modo, no exercício de direitos legalmente consagrados, solicitam à Assembleia da República que decida discutir esta matéria, recomendando ao Governo que corrija a orientação que assumiu neste domínio.


http://www.contraportagens.net/Assine.htm
 

A Páscoa chegou mais cedo ao Sobral??? O insólito.

Há cerca de 3000 anos, quando foi instituída a Páscoa Deus enviou um anjo para matar os filhos mais velhos das famílias egípcias talvez como forma de vingança por os egípcios escravizarem os hebreus. Do tipo:
"- Ai escravizaram? Pera aí que já vos f....!"
As hebreus deviam assinalar as suas portas com sangue de carneiro para que não houvesse enganos na chacina e corresse tudo nos conformes.
Será que a Páscoa chegou mais cedo ao Sobral?


Isto a propósito de quê? Já explico...
Ao que parece, mandara-me fazer placas em laje para numerar as casas do Sobral, alteração estas, ao que se consta com um custo de 16.000€.
Acontece que alguns números foram trocados e o Ginjas não gostou da piada "Então mas agora tenho de ir trocar a morada a todo lado? Nem pensar!"
E então fez isto ("fez" digo eu...):



...e que estas nem prestam porque lhe caiem as letras (...e de facto...)
E resolveu assim.
Mai nada!

Carnaval 2011

Um grande bem-haja em nome dos leitores do espaço caseguense mais visitado na internet, pois sem o envio deste cartaz, não seria possivel divulgar tão nobre causa, que é a de angariação de fundos para o Lar-Centro de Dia, nem poderia estar a ser aqui difundido com tão excelente qualidade de imagem.

Eugénio ensina matemática da 2ª classe ao presidente do IEFP


Num artigo assinado que foi publicado no Jornal de Negócios  de 21.2.2011, 
com o titulo "Como tratar o jornalismo, a verdade e o desemprego", o 
presidente do IEFP, a
propósito de responder ao sr. Camilo Oliveira, faz-me um ataque pessoal 
sobre a forma como tenho analisado os numeros do desemprego registado 
divulgados pelo IEFP.
 
Nesta resposta que enviei ao Director do Jornal de Negócios procuro repor a 
verdade e informar objectivamente os leitores sobre as fortes discrepâncias 
que existem nos  numeros de desemprego registado divulgados mensalmente pelo 
IEFP, que fundamento com base nos proprios dados do IEFP, mas que o seu 
presidente se tem recusado sistematicamente a esclarecer.
 
Como a verdade sobre os numeros do desemprego é uma questão que interessa 
naturalmente a muitos portuguess  espero que o texto que envio possa ser 
útil.
 
Eugénio Rosa 
clicar para aumentar

domingo, fevereiro 20, 2011

Viram por ai a malta do PS e do PSD? Não me parece...

Precaver o futuro?


O Parlamento chumbou hoje, com votos contra do PS e PSD, projetos de BE, PCP e CDS que limitavam as remunerações dos gestores públicos e alargava a limitação aos órgãos diretivos de institutos públicos, autoridades reguladoras independentes, empresas regionais, municipais, intermunicipais e metropolitanas.

Numa altura em que o país não tem dinheiro para nada pode parecer estranho que não pense que pode poupar alguma coisa com gente que ganha milhares, dezenas de milhares e em alguns casos centenas de milhares de euros, sem contabilizar os cartões de crédito, carros, telefones, prémios e todas as outras alcavalas que recebem. Porque será que votaram contra? Talvez, porque já sabem que um dia, quando deixarem de ser deputados, o seu futuro passa por ocuparem cargos nessas em presas públicas? Se o seu destino fosse irem parar a uma fábrica ou trabalharem numa caixa de supermercado não tivessem aprovado as leis de trabalho que retiram direitos e facilita os despedimentos e tivessem exigido que o acordo para aumentar o ordenado mínimo para 500 euros fosse cumprido.


Kaos

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

Caseguenses pelo mundo, Tânia Felix

A pequena Tânia Felix.
Aqui neste clube, já tri-campeã distrital 2008/11
E campeã nacional 2008/09
Penso ter sido já também vice-campeã nacional aqui na região, pelo Boidobra, salvo erro...
Parabéns Tânia!

terça-feira, fevereiro 15, 2011

quinta-feira, fevereiro 03, 2011

Mais uma grande musica dos Deolinda



Sou da geração sem remuneração
E não me incomoda esta condição
Que parva que eu sou
Porque isto está mal e vai continuar
Já é uma sorte eu poder estagiar
Que parva que eu sou
E fico a pensar
Que mundo tão parvo
Onde para ser escravo é preciso estudar

Sou da geração "casinha dos pais"
Se já tenho tudo, pra quê querer mais?
Que parva que eu sou
Filhos, maridos, estou sempre a adiar
E ainda me falta o carro pagar
Que parva que eu sou
E fico a pensar
Que mundo tão parvo
Onde para ser escravo é preciso estudar

Sou da geração "vou queixar-me pra quê?"
Há alguém bem pior do que eu na TV
Que parva que eu sou
Sou da geração "eu já não posso mais!"
Que esta situação dura há tempo demais
E parva não sou
E fico a pensar,
Que mundo tão parvo
Onde para ser escravo é preciso estudar

A letra de "Que Parva que eu Sou" encontra-se já reproduzida em numerosos blogues e até sites de forças partidárias, prometendo dar que falar nos próximos tempos.

A festa do desempregado



Depois de o Eurostat ter divulgado que a taxa do desemprego se manteve em Dezembro em Portugal nos 10,9%, Valter Lemos sublinhou que a tendência quanto ao desemprego é de "estabilidade" e que 2010 foi "bastante melhor" do que as previsões da "esmagadora maioria" dos comentadores e organizações internacionais. "Todos os que pensaram que Portugal ultrapassaria os 11% em 2010 falharam. As previsões do Governo foram as mais certeiras", disse o responsável .

Porreiro pá!, só 10.9% de desempregados e aqueles sacanas a dizer que ia chegar aos 11%.
Na verdade, entre Setembro e Dezembro, todos os dias mais 236 pessoas ficaram sem emprego, 10 por hora, uma em cada 6 minutos do dia. Mais 21712 desempregados em 3 meses, mas a percentagem mantém-se igual. Boa Valter, podes mesmo fazer uma festa que as centenas de milhares que já caíram na miséria e desespero do desemprego não deixarão de te brindar, senão for com champanhe será com alguns nomes que é melhor nem aqui dizer

KAOS

quarta-feira, fevereiro 02, 2011

Ultima hora!

Directora da Prisão de Caxias pega num megafone e comunica aos presos no pátio:  - Atenção! Chega de preguiça! Chega de bandalheira!
Quero toda a gente a varrer e a limpar toda esta bagunça! Amanhã chega o primeiro-ministro José Sócrates.
- Um dos presos comenta para outro:
- Caramba! Custou, mas prenderam o gajo...