Ocorreu um erro neste dispositivo

sábado, janeiro 30, 2010

Divulgação, protesto , solidariedade

Já que a câmara no seu site se marimba para esta candidatura, já que não há divulgação por parte da mesma, ou da Junta de Freguesia do Paúl, aqui vai o contributo do Casegas Vai Nua em solidariedade tanto com o PTT, contributor do blog irmão "Vila do Paul , Terra de Tradições", bem como com toda a zona sul do concelho, para a qual, a Câmara Municipal da Covilha se está literalmente a cagar e há muitos muitos anos...!
Pelos vistos alguém ficou de beiço porque gostava de ter tido a ideia. Parece-me...
Boa iniciativa PTT!

Ler mais aqui

terça-feira, janeiro 19, 2010

Ai jasus, andems a durmir....!

Us du Barc já taniein, us garrotchas tamain, us d cebola tamain! Inda ódspoij passêi na Relvas tamain parece que já andavein pa mor de por lá ma macna...Só in Casegas é que nada...
Quer a jaint aburgar ma vida e tain que se meter na carrera du Patchec ó nu Qnhóz!
Antão mas iste tain algum granjeio ó quê?!!!
Tão mas q´anda esta jaint a fazer?
Pondvs mazé a mexer daí pra fora! Ála!
Nim ó mainz um peixop ó lá cma rai se diz, nus crreis!
Pondvs mazé a cabanil que num tends ária nenhuma!
"Qriends mamar!" Vós nim mamaij nim dsmamaij! Soij uns impata fodaz que praí andaij!
...Us vivs quand num fazain sterco, é po-los fora du palhêro!
Algum dia inda se trucavain uz vivs plu Sãn Pedro. Hoj apanhain-se nu plêro inté bulhain!
Arre damonho tal jaint! Pareçain singssugas...
Inda se fzeçain alguma coisa in modo...Parece u taimp du João Grande.
Pó que stavams guardaz...

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Novo blog

Como prometido, aqui divulgo o novo blog só para fotografias para serem vistas individualmente, de forma prática, durante o tempo que desejar. Recorri ao "Concerto" para fazer o upload destas, uma vez que têm tráfego ilimitado e net mais rápida. Um bem haja ao Carlos e à Elvira.
Assim, quem quiser ver as fotos do ultimo nevão basta clicar aqui e adicionar o blog aos seus favoritos.

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Fotos Neve Casegas.

Isto na prática é um pouco chato. Vou criar um blog só para fotos de Casegas, depois "linka-se".
Pessoalmente não sou nada apologista das apresentações de diapositivos, são chatas e não se apanha népia.
Não...Anjo Tonho Pereira, acabadinho de chegar de fresco. E diz o Tonho:
-Aos anos que não via esta aldeia assim, era umas fotografias...
Eu disse: olha, tirei de todos os lados ontem como meu telemóvel, mas quando descarreguei, não ficou nada de jeito. Ao que me diz o Tonho:
- Ó pá, queres que te vá buscar a minha máquina?
É já de caminho, disse...cheguei às nove do Fundão e zuca, foi até ás onze!


Da volta...tá bem, tá bem...logo corto a casa do Reij aqui ao canto...
Casa Silvie...
Casa Silvie...
Beber até perder a cabeça...
Santo...ali andava uma garça. Espantou-se...
Plomes...
Palácio de S.Bento...
Casa do Gil Pjêro ...
Escolas...
Chico e sua madame...
Um bem haja ao Leonel e Rui Alves pelo esforço de manutenção da espécie...
Chez Pnório...
Há uns 15, 20 anitos, um mergulho era certinho hoje...(Biló...Rocha...etc., umas tortitas, de chocolate, morango, meias luas, gamadas na Lurdes Carvalha, ...ai não...Até o Carlitos Sacstão entrava com o kispo especial dos papossecos com manteiga !Uns franganitos a assar e tal...era a loucura total). TUDO À ÁGUA!!!!!!!!!!!
Casa, plomes...
Campo velho...

Anjo da guarda...

quinta-feira, janeiro 07, 2010

Denuncia à DGV: Tunig em Casegas

Queria manifestar a minha indignação e denunciar à DGV (Direcção Geral de Viação), por este acto de Tunnig praticado pelo Zé Pardal. Como sabem, o Tunig é o acto de fazer alterações às características de fábrica dos veículos, este acto é punível pela lei.




Aqui o veiculo com as suas características originais, em cima as alterações efectuadas pelo prevaricador.

Eu já sabia! Quando a trouxe, neste dia aqui, a primeira coisa que me disse foi "Vou-lhe tirar as mudanças pá! Não quero cá esta merda!"

Agora aqui te chibo!!! Estás lixado!


Chulice chegou ao CHCB


Já estou a ver um dia destes, no sitio dos balcões das enfermarias, uma bilheteira para cobrar a quem visita os familiares!
Que cambada, há gajos capazes de vender a própria mãe e dizer que fui eu.

Desmentido

Queria categoricamente, fazer um desmentido a um comentário publicado por um anónimo num dos últimos posts do Asno "Os comentários". Comentário esse sugeria que Bin Laden se encontrasse em Casegas.

"Anónimo
disse...

ó asno, tu põe-te a pau com a Al qaeda, olha que q o Bin Laden já tem tacho na Camorra. vê lá se andas a ser vigiado por satélite"

Desminto-o, eu próprio estive num local que não posso revelar onde próprio Bin me falou das intenções de vir ao nosso país rebentar umas coisas, ao que eu respondi que não haveria ainda necessidade disso e que no nosso país estava tudo a rebentar e a cair sozinho.
E ele respondeu:
- Nem a Junta?! Vá lá...só a Junta...
E eu:
- Nãão...não é preciso, bem haja na mesma!
A Junta talvez nem acabe o mandato e também cairá sózinha, deixa lá os homens em paz que são muio meus amigos vá.

Ele:
- Pronto, assim cmá assim... Mas se for preciso diz!!!

Também mandou saudações ao Asno e para ficar tranquilo, que em matéria de satélites e espionagem.
- Está tudo sob controle -disse- e podem esses infiéis blasfemar avontade contra esse grande Blog, que é o Casegas Vai Nua, que Alá um dia os julgará. Alá é grande e Asno é seu profeta! Eles que se livrem que eu ponha as minhas chanquetas em Casegas!

E assim terminou a minha estadia e terras de mil e uma noites...

quarta-feira, janeiro 06, 2010

A coisa parece que está feia...

Inspecção à Câmara Municipal da Covilhã - A verdade nua e crua

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DA COVILHÃ DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009

Leia o original AQUI

Ribeira do Paúl, nomeada para as 7 maravilhas de portugal




Após muita presistência da parte do PTT contribuidor do nosso blog irmão Vila do Paúl, Terra de tradições, finalmente a Junta de Freguesia do Paúl decidiu apresentar candidatura, mesmo no limite do prazo.


"Sobre este assunto quero ainda informar que apesar de ter enviado a diversas (as que consegui encontrar o email) Associações e Entidades do Burgo o desafio de efectuarem a candidatura, apenas e somente a que respondeu e se prontificou foi o Agrupamento de Escolas Entre Ribeiras, que na pessoa do seu Presidente.

Aos primeiros as minhas desculpas pelo “abuso”, ao Agrupamento os meus mais sinceros agradecimentos pela disponibilidade." 
Diz o PTT

Ler mais aqui

Infeliz 2010

É consensual que 2010 será o ano de todas as desgraças. Não me apetece enumerá-las, até por que elas vos vão bater à porta, uma atrás da outra, dia após dia, até à consumação final.

A cena internacional é negra, e não só no sentido figurado como no literal: a primeira grande fraude política do séc. XXI, uma coisa peçonhenta, pretenciosa e favelada, chamada Obama, que o típico europeu "soissante-huitard" continua a considerar um milagre da Fé, é, de facto, um objeto das causas sobrenaturais, que é como alguém consegue, sem a graça que tinha a estupidez do Bush, continuar a exercer as mesmas políticas, e a aprofundá-las, mais, ainda. Falo, obviamente, do Médio e do Próximo Orientes, onde se está a consumar, com falinhas mansas, aquilo que os senhores que governam o mundo já tinham preconizado: mais tarde ou mais cedo, a Monarquia Saudita, uma das más invenções do Ocidente, vai ter de cair, para deixar vulneráveis os dois corações do Islão, e poderem-se atacar os fundamentalismos pela raiz. Os idiotas acreditam nos tais "piratas da Somália", que devem receber treinos de agências americanas e israelitas, e agora veio a cereja em cima do bolo, o Yemen, que também se tornou "perigoso". Basta olhar para um mapa, e ver que ambos os países representam a entrada para o Mar Vermelho, e que a instalação de forças marítimas internacionais na zona poderá ser a plataforma para o atrás exposto, mas como a ideia não é de Bush, que não tinha ideias, mas de Obama, que acha que as tem, a plateia do idiotismo internacional aplaude, e a coisa irá em frente, assim como já foi a proteção das Rotas da Droga, no Afeganistão, sob a proteção do Nobel da Paz. Com um pouco de sorte, e isso aplaudo, o Irão cairá por dentro, embora isso seja só mais uma faceta do mesmo diamante negro.

A vergonha será a primeira coisa a desaparecer em 2010, e brevemente ninguém saberá o significado do termo.

Internamente, sem Governo, nem Oposição, vivemos alguns dos dias mais felizes da nossa história recente, embora isso vá já acabar, lá para o final de Janeiro, quando vier a Realidade, travestida de Orçamento de Estado, e percebermos que nós, os cidadãos cumpridores, os que trabalham, os da Função Pública, os que pagam impostos, os que nem sabem o que é um "off-shore", tivermos de pagar décadas de porcaria, alimentadas no seio do Cavaquismo, a pior coisa que flagelou Portugal, e continuadas, agora, no Socratismo, que é o Cavaquismo das Sucatas. Corre o boato de que aquela coisa, a que alguns ainda insistem em chamar de "Presidente da República" tirou os dinheiritos todos, que tinha depositados no BPN, mal lhe soou um espírito santo de orelha de que a coisa ia descarrilar. Pena que essa sineta não tenha soado para tantos outros prejudicados, e, sobretudo, num país onde se fala de referendos, não se tenha feito um referendo, para saber se os Portugueses estavam interessados em pagar o buraco do BPN, que não é buraco nenhum, mas uma reles metáfora do Fim do Regime. Para que se percebam as diferenças, os Americanos, de quem toda a gente diz mal, e eu não, meteram na prisão o Madoff, durante 150 anos, enquanto os Portugueses, inteligentemente, pouparam esses 150 anos ao Constâncio, empurrando-o para uma Vice Presidência do Banco Central Europeu (!).

De facto, a Maçonaria quer, pode e manda.

O Casamento "Gay", um entretimento de fim de semana, já que essas "coisas" não existem em Portugal, serve de cortina de fumo para esconder o desastre que aí vem. Para um Tratado onde perdemos a soberania, toda a gente achou normal que não houvesse referendo, mas, num assunto que diz respeito, em princípio, à vida privada dos outros, já se toca a rebate, e vêm imediatamente as mulheres de bigode, as parideiras e os fariseus achar que a palavra deve ser dada ao povo. Acontece que esse povo é o mesmo povo de incestuosos, de violadores de velhinhas e crianças, de paneleiros, de padres pedófilos, de senhoras decentes que vendem a cona a troco de roupa cara, de gajos com vícios inconfessáveis, e de freirinhas masoquistas, que acham que os outros devem seguir a norma da sua enorme pobreza interior. Este é um dos sinais do Cóccix Europeu, e é por isso que eu, que odeio casamentos, por os achar uma das instituições mais desacreditadas da sociedade, que nunca tive o menor interesse por crianças, nas quais só consigo ver goelas, onde não se põe a questão de "se", mas sempre de "quando" é que vão desatar a berrar, desta vez, estou comodamente sentadinho, no meu sofá, a ver se o país profundo, de bigodes e bocas da servidão, aquele que nos tornou numa espécie de Transilvânia do Atlântico, vai apanhar um lambadão nas fuças, já na sexta feira. Digamos que faço uma aliança pontual com os ventos de "Esquerda", só para chatear o País da Hipocrisia, embora o tema não me interesse um corno. A haver referendo seria, hoje em dia, sobre a necessidade de manutenção do Casamento Tradicional, já que ele se reduziu não a saber "se", mas "quando" é que o divórcio se consuma, e, como podem imaginar, os frutos dessas fornicações de conveniência ficam muito bem entregues, naquelas rodas vivas do uns dias com o pai, outros com a mãe, quando, entretanto, já a mãe se juntou com outra gaja, e o pai é capaz de andar a apanhar no cu de um amigo qualquer, ou de um qualquer um, nos duches do "Holmes Place" com o qual deveria era ter, no tempo certo, organizado os trapinhos, não fosse a pressão social para... casar e... procriar.

Poderia desenvolver isto, por aqui fora, mas não me apetece escrever mais. Os tempos são fundamentalmente desinteressantes e estou cada vez mais numa postura hipocritamente "dandy": para mim, é deixá-los comerem-se todos uns aos outros, que eu adoro estar a ver.

(Duo no "Arrebenta-Sol" e em "The Braganza Mothers")

terça-feira, janeiro 05, 2010

"O Palhaço", mais um jornalista a ir de caravelas...Vai uma apostinha?


O palhaço
00h30m
O palhaço compra empresas de alta tecnologia em Puerto Rico por milhões, vende-as em Marrocos por uma caixa de robalos e fica com o troco. E diz que não fez nada. O palhaço compra acções não cotadas e num ano consegue que rendam 147,5 por cento. E acha bem.
O palhaço escuta as conversas dos outros e diz que está a ser escutado. O palhaço é um mentiroso. O palhaço quer sempre maiorias. Absolutas. O palhaço é absoluto. O palhaço é quem nos faz abster. Ou votar em branco. Ou escrever no boletim de voto que não gostamos de palhaços. O palhaço coloca notícias nos jornais. O palhaço torna-nos descrentes. Um palhaço é igual a outro palhaço. E a outro. E são iguais entre si. O palhaço mete medo. Porque está em todo o lado. E ataca sempre que pode. E ataca sempre que o mandam. Sempre às escondidas. Seja a dar pontapés nas costas de agricultores de milho transgénico seja a desviar as atenções para os ruídos de fundo. Seja a instaurar processos. Seja a arquivar processos. Porque o palhaço é só ruído de fundo. Pagam-lhe para ser isso com fundos públicos. E ele vende-se por isso. Por qualquer preço. O palhaço é cobarde. É um cobarde impiedoso. É sempre desalmado quando espuma ofensas ou quando tapa a cara e ataca agricultores. Depois diz que não fez nada. Ou pede desculpa. O palhaço não tem vergonha. O palhaço está em comissões que tiram conclusões. Depois diz que não concluiu. E esconde-se atrás dos outros vociferando insultos. O palhaço porta-se como um labrego no Parlamento, como um boçal nos conselhos de administração e é grosseiro nas entrevistas. O palhaço está nas escolas a ensinar palhaçadas. E nos tribunais. Também. O palhaço não tem género. Por isso, para ele, o género não conta. Tem o género que o mandam ter. Ou que lhe convém. Por isso pode casar com qualquer género. E fingir que tem género. Ou que não o tem. O palhaço faz mal orçamentos. E depois rectifica-os. E diz que não dá dinheiro para desvarios. E depois dá. Porque o mandaram dar. E o palhaço cumpre. E o palhaço nacionaliza bancos e fica com o dinheiro dos depositantes. Mas deixa depositantes na rua. Sem dinheiro. A fazerem figura de palhaços pobres. O palhaço rouba. Dinheiro público. E quando se vê que roubou, quer que se diga que não roubou. Quer que se finja que não se viu nada.
Depois diz que quem viu o insulta. Porque viu o que não devia ver.
O palhaço é ruído de fundo que há-de acabar como todo o mal. Mas antes ainda vai viabilizar orçamentos e centros comerciais em cima de reservas da natureza, ocupar bancos e construir comboios que ninguém quer. Vai destruir estádios que construiu e que afinal ninguém queria. E vai fazer muito barulho com as suas pandeiretas digitais saracoteando-se em palhaçadas por comissões parlamentares, comarcas, ordens, jornais, gabinetes e presidências, conselhos e igrejas, escolas e asilos, roubando e violando porque acha que o pode fazer. Porque acha que é regimental e normal agredir violar e roubar.
E com isto o palhaço tem vindo a crescer e a ocupar espaço e a perder cada vez mais vergonha. O palhaço é inimputável. Porque não lhe tem acontecido nada desde que conseguiu uma passagem administrativa ou aprendeu o inglês dos técnicos e se tornou político. Este é o país do palhaço. Nós é que estamos a mais. E continuaremos a mais enquanto o deixarmos cá estar. A escolha é simples.
Ou nós, ou o palhaço.

in JN

Os comentários

A lamentar o facto de alguns comentários bastante válidos na óptica do blog, não venham a ser publicados devido ao seu teor explicito ou menção e nomes, simplesmente pelo facto de não estarem assinados, razão pela qual, nenhum membro do blog, consequente e naturalmente não assuma a responsabilidade dos mesmos, logo, não os publique.
É pena. Fica o registo.