Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, março 10, 2008

Cornudos voltam à carga (parte III)

De sexta para sábado o cornudo voltou a marrar. A pata selvagem que estava a chocar os ovos no ninho no parque de lazer, simplesmente desapareceu juntamente com os ovos

Desejo ao cornudo que passe uma semana como esta criança e que nosso senhor lhe dê muitos filhos da raça deste menino caso o nosso cornudo e sua esposa sejam "brancos"!
Então mas a fome é assim tanta por cá?!

Terá sido o coelho da Páscoa? Raposo? Ou o bicho mais selvagem à face da terra...?
Tudo aponta para a 3ª hipótese, uma vez que não ficaram quaisquer vestígios, seja da pata ou de ovos.

Deixo recado ao senhor cornudo:
Vou oferecer uma das minhas cameras de vigilância de logo alcance do restaurante Ovelhita à Casa do Povo que será instalada o mais breve possível no edifício em local estratégico.
Aguardamos a sua próxima investida!
Garanto-lhe que será a ultima e pagará pelas anteriores!!!

2 comentários:

Abrantes disse...

É simplesmente vergonhoso este tipo de actos ...
Como dizia um familiar meu transmontano:
« Havia de lhe nascer ao ladrão um castanheiro no cul com os galhos virados para trás ... »

Tristeza

Lyonnais aka Abrantes

made disse...

Se por acaso a pessoa que cometeu este acto passe la pelo confessionário, não se deve guardar segredo, pois devia se divulgar por outros meios de comunicação, mas se um dia destes for apanhado com a mão na ratoeira a que lhe dar castigo. Seria melhor por um anuncio a entrada de Casegas. (Casegas a freguesia onde tudo desaparece.)