Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, junho 26, 2008

Prostitutos

 Eu vou

É importante acabar com isto, com esta promiscuidade entre o poder e o dinheiro, desmontar este sistema, a começar nos sindicatos até à forma falsa e mentirosa como o poder politico nos impõe a vontade do poder económico. Eu vou, vou porque há que mostrar que somos todos nós que temos de ultrapassar a própria luta sindical, ultrapassar a própria classe dirigente para não reduzirmos os protestos a manifestações muito bem comportadas, que marcham com dia e hora marcada, que retiram pressão à panela e aliviam consciências com a ideia do dever cumprido. Eu vou lá porque é importante.


Gentinha reles

 Lei laboral

Pois é meus amigos, o Engenheiro cumpriu com a tarefa que lhe foi destinada pelos seus donos do Clube de Bilderberg de acabar com os direitos laborais neste país. Depois deste acordo pouco mais resta para fazer e quando chegar a hora da mudança de turno nesta politica de alterne, ficará para o próximo governo do PSD acabar o trabalho. Como era de esperar a CGTP abandonou a reunião, a UGT caucionou o acordo, os patrões mostraram-se satisfeitos, fazendo a habitual ressalva de que se podia ter ido mais longe e até a CAP resolveu aparecer para assinar e dizer que é uma excelente lei laboral. O Engenheiro veio com o seu conhecido discurso da importância desta lei para o desenvolvimento e para o progresso do país. Como sempre tem acontecido, vai passar o tempo e vamos ver que piorou o ambiente de trabalho nas empresas, que vão continuar os baixos salários, a precariedade do emprego e o país em permanente crise e a baixar no ranking europeu (o que não é fácil pois até Malta já nos ultrapassou e já restam poucos degraus para descer). Estes vendilhões do país metem-me nojo.

Kaos

Sem comentários: