Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, maio 22, 2008

Os combustiveis "preto no branco"

APROVEITANDO A ESPECULAÇÃO , A GALP COBROU PREÇOS EXCESSIVOS E OBTEVE 69 MILHÕES DE EUROS DE LUCROS EXTRAORDINÁRIOS EM 3 MESES, O TRIPLO DE 2007
A GALP e as outras petroliferas acabaram de aumentar novamente os preços dos combustiveis em Portugal. No estudo que envio, utilizando os dados das contas referentes ao 1º Trimestre de 2008 da GALP que acabaram de ser divulgadas, mostro que isso é determinado pela forma como são calculados os preços dos combustiveis pelas petroliferas, que não se baseiam em custos efectivos, mas sim na média dos preços especulativos dos produtos refinandos registados nos mercados internacionais na semana anterior. De acordo com cálculos que constam também do estudo que envio, só no 1º Trimestre de 2008, a GALP embolsou, por essa razão, 69 milhões de lucros extraordinários que é superior em 286% ao do 1º Trimestre de 2007. É urgente que o governo imponha a alteração da formula como são calculados os preços de venda dos combustiveis em Portugal, passando a ser feito como fazem a generalidade das empresas, ou seja, com base em custos efectivos a que adicionam uma margem de lucro que devia também ser controlada numa altura em que se pedem tantos sacrificios aos portugueses porque, como é sabido, não existe uma verdadeira concorreência neste campo em Portugal pois, caso contrário, os portugueses continuaraão a pagar a especulação que as petroliferas se estão a aproveitar para inflacionar injustificadamente os preços dos combustiveisa. E é previsivel que a especulação continue a dominar os mercados internacionais do petróleo.
Espero que este estudo possa ser útil.
Consulte aqui o estudo

Eugénio Rosa Economista.

Sem comentários: