Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, outubro 08, 2009

As famosas desaparecidas cartas do auto-elogio











(clicar para aumentar)


Os apoiantes do Sr. Ramos dão erros de ortografia graves.
Se calhar, em vez de oferecer empregos inexistentes, talvez seja melhor oferecer cursos de Bom Português.



Só a titulo de curiosidade:

Grande parte das pessoas que assinaram estas cartas, desconhece mesmo a existência das mesmas ao que se consta, havendo inclusive casos de cartas escritas por pessoas que nem sabem escrever.
Outras dizem que de facto lhe pediram assinaturas mas que ninguém lhes disse que era para este efeito...bem, assim já não percebo eu nada!
Outras ainda: "eu estou lá na lista, mas só por causa de me terem enganado, já nem neles voto!" Maaau...
Outros: "a mim pediram-me assinatura e BI, mas disseram que era para arranjar nomes para entregar a lista no tribunal"
Outros que mal sabem andar e falar, surgem aqui a escrever que nem poetas!
Ai que trapalhada!

Eu pelo que vi e ouvi ontem em Casegas, acho que há gente que é capaz de se suicidar se perder estas eleições. E com a ribeira cheia...não sei não!
Ah, também fui insultado, confesso que já tinha saudades, fui interpelado por uma senhora, que me questionou se eu teria algo contra o marido dela, e de seguida urrou: "martelão és tu" e "ordinário de merda", penso que se estaria a referir a este parágrafo do post da noticia do centro de dia que saiu no JF:
"Aproveito a boleia do tema para relatar aqui, mais um episódio desta minha atribulada encarnação e passagem neste mundo e terra que é Casegas, dominada por martelos ratitos-criaditos e martelões, de gente boa que tende a emigrar, dando lugar a tacanhos que regressam do estrangeiro e de outros sítios que também rimam com “ões”."
Como podem verificar, não existe qualquer nome neste paragrafo, nem insulto a ninguém em particular. Mas adiante, só demonstra a matéria de que as pessoas são feitas. A minha mãe é que tem razão: "Ai assentou-lhe a carapuça? Então que a acalque!"

17 comentários:

Anónimo disse...

ganha fama e deitate adormir e so para refoçar um pouco o teu trabalho repara no folheto das fotografias que ate tem o homem invisivel,e repara nas duas ultimas cartas que na do lado esquerdo vais encontrar a assinatura dum militante socialista que ja trabalhou com eles e abandonou-os porque não se entendiam e agora voltou ha carga para os apoiar. E volto a reforçar aida hoje alguns dos que estao na foto mania continuam a falar mal deles é impresionante tanta ipocresia cambada de palhaços eu quero mesmo é ir pa ilha

Anónimo disse...

Vamos pedir a beatificação do Sr. Ramos, o homem é uma alma caridosa com um rosto muito sorridente.

Ass: Antero do Pinhal

Em nome da decência disse...

Cambada de lambe botas. Como possível tanta ignorância e servilismo. Acredito que alguns tenham sido enganados mas o que se esperava é que desmascarassem o logro em que cairam. Arranjem um andor para o levar nas procissões. Façam um peditório para lhe erguer uma Estátua. Mandem imprimir uns posters com a imagem da personagem para colarem na parede do quarto.
Pior que um lambe botas, só um figurão que se envaidece ao ver as botas polidas, sabendo que são sempre os outros que tratam de as lamber.

made disse...

Aos apoiantes do Sr.Ramos que atraves de cartas o elogiam, lembro a voces que nao era um homem so, pois tambem outras pessoas trabalharao para o sucesso de Casegas. Estas cartas nao vao convencer ninguem ou mudar a ideia de cada um de nos. Mas e tempo de mudar as coisas para o bem de Casegas. Acredite na juventude antes que seja tarde de mais.

Esmiuça eleições disse...

As famosas cartas de apoio são um hino à inteligência do Povo de Sucupira. Melhor só as famosas cartas de amor de Soror Mariana Alcoforado.Atente-se aos apelos e argumentos para "empurrar" o Homem para nos fazer o frete de se recandidatar.
consigo sempre ouve alegria veio do lugar dos Cambões para enriquecer a Freguesia (...)/ Eu confio nele pelas qualidades que o caracterizam: responsável, honesto, coerente, sensato e determinante( ...)/ como nos sentimos orgulhosos e confiantes em si....(...) / Antes dele aparecer na nossa(?) terra pouco ou nada havia e foi ele que fez explodir (pummmm.....) entre aspas a nossa Freguesia( ...) / deu logo trabalho ao meu marido, devolvendo o pão à minha própria família (...) "será que o malandro lhe tinha roubado o pão ?" / Pelas razões apontadas e sabendo da sua humildade só o Sr Ramos é digno do meu voto (...) Como é, vota por correspondência ou deixou já o voto antes de marchar para França? / Passando revista ao trabalho brilhante que realizou deixa-nos encantados e felizes(...)/ Força Sr Presidente! E todos juntos vamos para a frente (...) / Muito obrigado Sr Ramos por tudo aquilo que tem feito e faz sobretuto pelos mais desfavorecidos (...) Como pessoa o Sr Ramos é do melhor que existe, conversa e ri conm toda a gente que acarinha (...) / Como pessoa é um homem do melhor que há(...) Como pessoa é sem dúvida um homem com letra grande( ...) / JÁ RI DEMAIS, JÁ ME SENTI ENVERGONHADO DE TER NASCIDO NUMA TERRA COM GENTE DESTA, JÁ CHOREI DE COMOÇÃO. Finalmente a cereja em cima do bolo, mas devo ser burro que não entendo esta que foi dactilografada para permitir que as pessoas possam ler melhor: Nós temos a nossa história e o nosso prestígio e só depois de sabê-lo é que fizemos esta ligação por esse motivo, é que António Ramos decidiu fazer essa ligação à Freguesia de Casegas aos naturais e residentes(...) Entenderam ? Eu não
Não há por aí ninguém para fazer chegar o livrinho ao Ricardo Araújo Pereira/Gato Fedorento?

Para continuar a rir nada melhor que outra anedota:
Ai Juaquim.......
Joaquim era enfermeiro de uma UTI e tratava de uma mulher internada em estado de paralisia total.
Nove meses depois ela aparece grávida, para o espanto de todos.
A Direção do Hospital se reuniu e deu queixa na delegacia para achar o culpado.
A polícia, então, começou interrogando o Joaquim:
- O senhor era o enfermeiro da paciente grávida?
- Sim Senhoire...
- E foi o senhor então quem engravidou a moça?!
- Foi sim, senhoire, mas só fiz por ordem do Hospital e cumpri rigorosamente o que estava escrito na prancheta da paciente.
- Como assim? O que estava escrito no boletim médico?
Joaquim, então, retirou uma cópia do relatório e leu para o delegado:


"Mulher, 32 anos, desacordada, não reage a nenhum estímulo - COMA"

Enclave de Cabinda disse...

E o anormal de Odivelas que passa as noites a discutir com a saltitos de piorra também é apoiante?
Zangou-se e agora virou lambe botas?
Ainda tenho de ir à terra dele algures lá para o Norte para conhecer as origens do dito cujo e pô-las ao sol.
Ele que se prepare....

Anónimo disse...

As cartas não convencem ninguem disseram por aqui! Os analfabetos parece que afinal souberam bem onde votaram.
Muito se apoiou o Sr. Joaquim António por aqui e se difamou o Sr. Ramos. Espero que tenha servido de lição. Meter ferro não serviu de nada.

Sérgio Paiva disse...

INDIGNAÇÃO I

Meus Caros,

Sigo o vosso blog com alguma assiduidade.

É um espaço interessante, por vezes a lembrar uma espécie de eira virtual, onde nos sentamos e ouvimos falar da nossa terra, não interessando se bem se mal; de outras vezes a fazer lembrar o divertido “Chorar do Entrudo”, com a sua mordaz crítica social.

Não sendo um espaço plural, é, apesar de tudo bem conseguido tendo em conta o fim para que foi criado e foram já vários os momentos em que me diverti, lendo alguns posts, mesmo quando os visados me eram próximos.

Apesar disso:

- Creio que existe uma clara linha divisória entre a boa crítica política e social e o comentário pessoal, ofensivo e desrespeitador.

- Creio também que, independentemente dos comentários apenas responsabilizarem quem os produz, é também da responsabilidade de quem gere este blog garantir que os mesmos ficam aquém dessa linha divisória!

Cabe aqui aquele antigo pensamento:

Os grandes homens discutem as ideias e os projectos, os homens medianos falam sobre as coisas; pessoas pequenas conversam sobre pessoas.

Sérgio Paiva disse...

INDIGNAÇÃO II

Relativamente ao comentário produzido pelo "Enclave de Cabinda", permito-me as seguintes notas:

Não residindo em Casegas, nem desenvolvendo aí nenhum tipo de actividade, não me cumpre pronunciar-me sobre a boa ou má qualidade dos candidatos das listas concorrentes aos diversos órgãos autárquicos.

A ter de a fazer, na qualidade de dirigente nacional do Partido Socialista, a minha opção seria apesar de tudo óbvia.

É com esta legitimidade que me permito dizer-lhe o seguinte:

Dado o tão grande interesse demonstrado pela vida do meu pai teria todo o prazer em proporcionar-lhe uma visita aos locais que marcam o seu percurso pessoal, profissional e político, facilitando-lhe essa sua difícil tarefa de trazer à luz do dia a vida desse homem que, ao contrário de nós, tem o privilégio de ser caseguense, não por destino, mas por opção.

Teria todo o prazer, se o conhecesse. Mas tenho muitas dúvidas que tal venha a acontecer.

É que, ao contrário do meu pai e de muitos outros que independentemente das suas opções ideológicas fazem, em Casegas, de forma inteira e limpa, valer o seu legítimo direito de intervir na vida política da sua terra, colhendo de peito aberto as simpatias e antipatias que daí resultam, o "Enclave de Cabinda" vive escondido, envergonhado, soltando aqui e ali um ataque suez a coberto do anonimato.

Também eu, o destino assim o quis, sou filho de Casegas. E é com orgulho que me sinto Beirão! Filho de uma terra de gente boa, de carácter forjado pelas agruras da Serra, de gente dura e frontal, mas também hospitaleira e cordial.
São assim, por norma, os caseguenses.
Apesar de anormalidade ser, por definição, o estado de algo ou alguém que é fora do comum, fora da norma, não seria elegante adjectivá-lo de tal forma.
Seria insultuoso.
Assim, direi apenas que é diferente daquilo a que estou habituado ver nos caseguenses.

Permita-me uma última nota:
Sou da geração dos filhos de Abril.
Nasci para a política enquanto brincava debaixo de uma mesa ouvindo o meu pai e o meu tio Sérgio falando de liberdade, de um país sem amarras, longe da censura, longe do assassínio de carácter e da difamação, longe da PIDE e das suas práticas.
Lamento que mais de 35 anos depois do 25 de Abril ainda haja, em Portugal, cidadãos para quem o combate político se faz dessa forma salazarenta e persecutória, sem qualquer honra, ética ou mínimo respeito pelos demais concidadãos.
Que coisa tão feia!

Finalmente permita-me também dizer-lhe que, naturalmente, assino este comentário para que, sentindo uma profunda necessidade de também me esmiuçar (coisa que está tão na moda), possa ir ao Google ou mesmo passar pessoalmente por Odivelas onde facilmente encontrará alguém que me conheça.
E, se a opção for a última, diga para que esteja preparado (percebi do seu comentário que isso é para si importante) para beber um café consigo e falar um pouco da nossa terra!
Até porque, como deverá perceber, nada me move contra si, não fora o facto de se ter excedido desta forma que lamento.

Melhores cumprimentos.

Sérgio Paiva

Anónimo disse...

sim é verdade as cartas não serviram de nada mas as ameaças icredulas e obsenas que so ao bin laden recordão tiveram o seu efeito as falças promessas os cabazes de natal antecipados e outras nojers mais que nem da para falar porque tenho medo d sujar o portatil com algum vomito porque se alguem difamo alguem foi precizamente ao contario o que passa é que o sr confunde verdades com mete ferro a verdade sempre doi pois se nao fosse assim nao se justifica tantos nervozismo da parte desse sr a quem chamam de ramos o aproveitador

Anónimo disse...

Saber perder é digno de Grandes Homens, são necessários outros VALORES!...

Asno disse...

Não diria tanto em relação ao pluralismo do blog caro Sérgio, nem vejo motivo algum para moderação de comentário na parte que te toca.

Já em relação ao pluralismo do blog, não esteja tão certo disso, pois um dos contributors é eleito pela lista PSD, muita gente PS por cá já passou, dando o contributo que entendeu dar, e o caro Sérgio, caso queiras contribuir para a pluralidade do espaço é muito fácil:

asno.casegas@gmail.com

Gostava de salientar que este tipo de convites, é feito com alguma regularidade. Quem não participa, só se pode queixar de si próprio.
Da mesma maneira que se poderão queixar os tacanhos, pelo atraso e desertificação de Casegas.

Por acaso também não fazia ideia do teu paradeiro, mas o teu contributo é sempre muito bem vindo, como o de outros outros aliás.Sem descambar...!

Queria alertar e informar mais uma vez, que comentários que visem ataques pessoais explícitos, não serão publicados. Escusam de cansar o teclado.

Cumprimentos asininos

Asno, o tipo da manutenção.

gato fdorento disse...

sera que os da lista vencedora tem algum valor!!!!!!!!! é que dignidade é mesmo coisa que não têm pois não passam de gente sem escrupulos que atropelam tudo e todos para conseguir os objetivos proprios entende proprios nao os da população em geral e mais lhe digo este sr. ate diz que esta aqui á poucos anos mas esta farto de casegas so nao entendo porque nao se vai la para os cambões de uma vez por todas e nos deixa em paz uqe bem precizamos paz e proguesso nao falsas promessas e trabalhos mal executados por incompetencia deste marchal salazarento.cumprimentos sr anonimo disse

Anónimo disse...

tanta coisa pa dizer que é não sei o que do PS como se interessasse a alguem e como se alguem tivesse percebido o enclave de cabinda e quem raio mora em odivelas...enfim!

Anónimo disse...

isto é complicado... quem votou nao foi o povo de casegas? foram voces que elegeram... por isso agora o PS que aguente a bronca... T.P. (temos pena)... que mau perdedores... sinceramentE... vejam la que ate as pessoas mais incultas ja sabem falar bem e escrever bem... melhor, É SÓ PARA QUANDO LHES CONVEM, DIGAMOS... OU SENAO FAZEM-SE PASSAR POR...

Asno disse...

Este ultimo anónimo sofre de desfasamento cronológico...

Bruno disse...

e tu Asno sofres de que? Sinceramente è por causa destes desabafos que fazes para aqui que merecias um enxerto de porrada para estares caladinho. mais vale dizeres quem és e resolvemos isto pessoalmente!

Ass. Bruno