Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, agosto 23, 2010

Presidente da Junta de Casegas vota contra Casegas

IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS


Perante uma proposta da Câmara Municipal que impõe um imposto sobre os imóveis (casas e terrenos rústicos)igual para todo o Concelho, os eleitos do PCP procuraram diferenciar levando em conta que os prédios e os terrenos não têm o mesmo valor comercial na Covilhã e em S. Jorge da Beira ou Verdelhos.

Qual foi o voto dos Presidentes de Junta de Freguesia (excepção do Presidente da Junta da Boidobra) ??

Votaram a favor da proposta da Câmara Municipal (com taxas mais elevadas) prejudicando e penalizando económicamente os residentes nas freguesias rurais e da periferia da cidade.

Demonstraram, desta forma, que afinal de contas não sabem nem querem defender o interesse das populações que os elegeram.



Ler a noticia completa


Ao senhor presidente dedico estas imagens:


MÉÉÉÉÉÉÉÉ!!!

Depois venham para cá dizer que este blog só diz mal de Casegas...
Reparem é em quem só faz mal a Casegas, isso sim...



2 comentários:

Anónimo disse...

Parece que até a água da ribeira se fica pelo portal do meio e receia passar por debaixo da ponte tal é a porcaria que ali permanece a flutuar.
E eu que pensava que o Ministro Mário Lino tinha razão e que o deserto começava só na margem Sul do Tejo, no frenesim que antecedeu a chegada dos emigrantes vi nascer um pedaço à beira do leito seco de uma ribeira onde nós todos, os camelos que sustentam estes nómadas do tacho, já não acreditamos em miragens e oásis.
Com sorte, não tarda o dia em que verá camelos e beduínos e, do alto da ladeira da roda, assistirá ao lindo pôr-do-sol, com o seu brilho alaranjado sobre a vastidão das areias do deserto.

Anónimo disse...

Esse anormal do presidente da junta, alémde não defender os interesses dos caseguenses,deveria dar o lugar a alguem mais competente,o que não é difícil.A desertificação é certa mas com gente desta categora a coisa acelera.