Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, dezembro 07, 2009

A Junta vai fechar? E o Lar de Casegas? "conta-me como foi.."!

Neste momento em que os profetas da desgraça começam a espalhar que os novos eleitos para o Centro Social não são capazes de gerir a Instituição, em que se critica inclusivé por se cobrarem quotas (como se este tipo de instituições vivessem do ar e não seja legitimo cobrar as quotas quando quem não as paga é que deveria ser criticado).
Vamos lá então recordar quem pôs de pé a obra de ampliação/Lar para reposição da verdade.
Quando acabou o trabalho dos abaixo mencionados, a obra estava concluída exteriormente restando apenas a pintura e as janelas e portas exteriores que estava a ser feitas no Centro de Formação Profissional da Guarda.
É que anda por aí uma rapaziada já há alguns anos, a reclamar louros da obra. Então para que se conste aí vai:





Dos inscritos neste curso, foram seleccionados e concluiram o curso e a obra tal e qual foi descrita, os nomes sublinhados a vermelho
(clicar sobre os documentos para aumentar)
É verdade...uma curiosidade:
Alguém perdeu o Centro Dia. Será que a JFC vai fechar ou só se aplicaria o inverso?

2 comentários:

Operário em construção disse...

Ainda me lembro ... Começamos por construir pequenas paredes para depois "demolir" até estarmos aptos para avançar para a construção do Lar. E com um excelente mestre como era o Ti Castanheira, do Barco, depressa ficámos habilitados. Sei também que a Dra Lígia do Centro de Formação Profissional de Castelo Branco que regularmente visitava os trabalhos do curso é agora a Directora do referido Centro. Outros tempos, outras dinâmicas, outras pessoas. As novas oportunidades e o RVCC do Engº Sócrates deviam inspirar-se e apostar no trabalho socialmente útil e não nos papéis A4 ordenados no portefólio onde se "bordam" as experiências de vida(s) que depois são trocados por diplomas do 9º e 12º ano. Diria ainda que as entremeadas e sardinhadas que se faziam de vez em quando com a madeira que se estragava com os cortes, também deram uma ajuda.
É caso para dizer que Deus quis, o Homem sonhou e a obra nasceu.
Aos membros dos actuais Órgãos Sociais sugeria colocassem "uma plaquita" num cantito a dizer que a construção do Lar foi efectuada pelos formandos dum curso de pedreiros promovido pelo Centro de Formação Profissional de Castelo Branco e apoiado pela Autarquia e Centro Social. Há quem tenha feito menos e tem por lá o nome gravado.

Anónimo disse...

tudo o que o cesar diz e,ou deve ser verdade,pois nao houve critiquisses.ah, como dizer verdades, e tao bom.
quem diz a verdade,nao tem medo nem merece castigo!